Revendo o tempo

Sempre quando aniversariamos, ficamos ansiosos e sentindo certa apreensão que os parentes e amigos esqueçam o nosso aniversário e não nos mandem uma mensagenzinha sequer…

Pois é, meus amigos, no dia 18 de novembro,  estarei completando 66 aninhos. Parece que foi ontem  que completei 15, 18, 24, quando me formei, 25 quando me casei com o Gedmilson pai dos meus cinco filhos, 27 quando nasceu o nosso primogênito Leonardo Delgado.

É, meus amigos, o tempo realmente voa numa rapidez incrível. Apesar de ter pessoas que vivem como se fossem passar séculos nessa terra de Deus e não saberem aproveitar o pouco tempo que passamos aqui na Terra.

Existem pessoas que a vida passa por elas e elas não sabem passar pela vida. Aquela historinha da música: Deixa a vida me levar. Vida leva eu…

Todos nós recebemos uma missão para cumprirmos aqui na terra. Eu particularmente estou satisfeita com a vida que venho levando, com simplicidade, porém, ao lado de pessoas que amo e que me amam.

Faço o que mais gosto, que é cuidar de pessoas, atendê-las  e fazê-las felizes, tanto que o Slogan do nosso hotel é: Sinta-se em casa.

Sou autodidata, nunca parei de estudar e pesquisar sobre os assuntos com os quais me identifico: turismo, agronegócios, geração de trabalho, emprego e renda, sustentabilidade, inovação e claro educação para o século XXI.

Tenho os meus “gurus” e invisto na compra de livros e em livros e artigos virtuais, que ao só leio como anoto tudo que acho interessante para os meus artigos e cursos que ministro.

Na música curto a de qualidade: Jobim, Chico, Frank Sinatra, João Gilberto, Djavan, Elba, Bethania, Elis, Adriana Calcanhoto, Alceu.

Faço o que gosto, empreendo, construo, elaboro projetos, viajo, dirijo o meu carro a 120 por hora, viajo quando quero e com quem quero e até mesmo sozinha, convivo com pessoas  que me dão prazer. Sim eu tenho qualidade de vida, sem ostentação e aproveitando cada momento. Tudo o que faço, faço com muito amor e agradeço a Deus por cada momento vivido, por cada amanhecer.

Não sei quanto tempo ainda vou viver, mas lhes garanto, vou aproveitar cada momento para ser feliz e procurar fazer o maior número possível de pessoas felizes.

Espero que quando não mais estiver aqui na terra, ter deixado o meu legado.

Finalizo este artigo com um pensamento de um grande artista:

“ Há pessoas que transformam o sol numa simples mancha amarela.

Mas há também, aquelas que fazem de uma simples mancha amarela,

O sol.”

O meu maior desejo, em vida, é poder transformar manchas amarelas na vida daquelas a quem amo no Sol mais lindo que possa existir… se eu conseguir isso, ao fim da vida saberei que fiz algo verdadeiramente bom e gratificante.

Pense Nisso.

18/11/2015

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com