O Construtor do País do Futuro

“Ser professor é um dom, é uma vocação, a pessoa já nasce professor, e, não tem que se envergonhar a não ser do seu salário”. Talvez, por isso hoje, eu li no jornal alguém que se identificou como pedagoga, isto é, formada em pedagogia, outro se disse educadora. Educadora é a mãe, o pai. Professora é quem ensina. O médico é médico, porque teve professor, o engenheiro porque teve professor. Professor é qualidade e não apenas salário. Prefeitos, vareadores que oferecem pouco ao professor, talvez não tenham tido professores dedicados. Pagam o mínimo, abaixo do mínimo, para o setor mais importante do município que é o ensino e que deveria ter o maior salário. O vereador pode até fazer leis, mas não faz o país com saber, com conhecimento, com futuro. Isso é o professor quem faz. Professor é o construtor do País do futuro. Precisa de salário que lhe dê tranqüilidade para viver e lecionar preparado, para que possa se vestir dignamente a altura da nobreza da profissão. Aliás, qual seria a mais nobre das profissões? A do advogado que não deixa o inocente ser condenado? A do engenheiro que não deixa o viaduto cair? A do médico que não deixa o paciente morrer? Ou a do professor que não deixa definhar o futuro? Professor é mais que vereador, que prefeito, que não lhe pagam, porque nem é profissão, é missão.
E eu complemento dizendo que um país que paga o que se paga aos professores vai viver sempre nas mãos das raposas que roubam o nosso dinheiro. Professor é uma voz que muito fala em sala de aula e é pouco ouvido fora dela. Um ser humano que tem a missão de formar o caráter dos nossos filhos e dá a eles todo embasamento educacional de sua vida, merece ganhar o mesmo que um juiz, que pode salvar injustiçados e condenar culpados. Posso País amarga quarenta anos de atraso, está tomado pela corrupção, pela baderna, que a cada dia, nos faz perder qualquer referência de conduta. Sonho, que um dia bem próximo possamos expurgar de vez do Brasil os manipuladores das inteligências. Queria muito que esses formadores de caráter (os professores) se tornassem uma força motriz de mudança, mas temo pelo contrário. Até temos consciência, mas, nos falta atitude. Vocês que fizeram concurso e foram classificados por mérito vão perder a vez para apadrinhados escolhidos a dedo, em vez dos excedentes serão contemplados os titulados, com títulos conseguidos sabe-se lá como.

Dedico este artigo ao professor Jaile, presidente do sindicato dos professores e ao meu filho Leonardo Delgado que estão fazendo a diferença em Barra do Corda.

Barra do Corda, 11 de março de 2015

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com