Jovens precisam ter estrutura para sonhar

É preciso dar condições para que jovens possam se desenvolver e viver seus próprios sonhos.

Hoje existe muito conteúdo gratuito á disposição e esses jovens estão preparados para ele, mas faltam ferramentas para que essa absorção possa acontecer. Eles têm acesso a celular, mas o celular e a conexão não tem qualidade suficiente para que possam aproveitar esse conteúdo.

Para que isso aconteça passam por iniciativas privadas. Esperar pelo governo vai demorar demais, o que é até normal em países em desenvolvimento. Precisamos chegar num patamar que, quando a pessoa vier buscar ajuda, sejam bem atendidas e lhe seja dado condições, estrutura para desenvolver o seu sonho.

O mundo mudou para muitos jovens que estão entrando na faculdade ou em busca de emprego. O cenário não tem o peso do desemprego e da inflação de outras crises. Mas impacta o bolso, os planos e a cabeça de quem têm entre 18 e 24 anos e está vivendo sua primeira turbulência política, econômica e ética. O momento é de ajustes e também de discussões importantes, como redução da maioridade penal e descriminalidade das drogas. São portas que se abrem e se fecham dentro dos grandes ciclos históricos – e que não se restringem apenas ao Brasil.

Cada um sente o contexto a sua maneira de acordo com sua realidade social e econômica e suas orientações políticas e ideológicas. Pessoas estão sendo demitidas e tendo dificuldades até para ter acesso ao seguro desemprego, já que as regras mudaram em junho. O aumento nas contas da família, o crescimento dos gastos, da gasolina, da energia, do lazer.

A taxa de desocupação chegou a 7,5% em julho, a sétima alta mensal seguida, segundo o IBGE. Os jovens são os mais afetados. A taxa atingiu 18,5% para quem tem entre 17 e 24 anos.

A realidade hoje é mais complicada do que foi por um tempo, em que o Brasil atravessava um bom momento.

O acesso ao mercado ficou mais complicado. O aumento do desemprego deve continuar por mais um tempo, o que leva o jovem, mesmo aquele mais imaturo e mais inexperiente, a tomar cuidado com suas atitudes.

O momento é de inovar na formação, apesar de lamentar que o ponto de partida não seja igual para todo o mundo.

É importante destacar a tendência mundial de deslocamento entre profissão e ocupação, da valorização que vai além do que está escrito no currículo.

Pense Nisso

11/09/2015

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com