Educação de verdade

Vivemos num país rico, com a maioria do povo pobre, na miséria social e intelectual.

O que difere um país desenvolvido é o grau de organização da sociedade. Quanto mais informada, mais notícia de educação tiver uma sociedade, mais transparente e mais democrática ela é, e mais se desenvolve.

Tudo deve girar em torno da comunicação. Se não formos capazes de explicar para a sociedade, o que temos que fazer para nos adequar a esse mundo cheio de novidades que vem por ai, perderemos a chance de participar do desenvolvimento econômico e social.

Fiz essa introdução para pensar com você, leitor e tentar junto com você, entender o que causa o baixo IDH – Índice de Desenvolvimento Humano do município de Fernando Falcão. Para justificar a saída do Maranhão de pior para “menos ruim”, basearam-se no fato de o Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão ter saltado de R$ 45,2 bilhões em 2010 para R$ 52,1 bilhões em 2011. O PIB per capita do estado registrou crescimento, saindo de R$ 6.888,60 em 2010 para R$ 7.852,71 no ano seguinte.

Apesar do Maranhão ter aumentado sua participação no PIB per capita, com uma variação positiva de 1,3%, o PIB per capita do estado equivale a apenas 36% do PIB nacional.

PIB per capita é o produto interno bruto, dividido pela quantidade de habitantes de um determinado lugar. O PIB é a soma de todos os bens desse lugar.

O resultado, que não condiz com a condição de miséria e atraso vivido pelo povo do Maranhão, reflete os questionamentos que, há algum tempo, vêm sendo feitos por especialistas sobre a insuficiência do PIB como instrumento para medir o progresso e o bem-estar dos países.

O lado social não pode ser medido pelo PIB. Nisso, o Maranhão ainda é o pior em relação aos outros estados da federação.

Por exemplo, o Maranhão disputa com Alagoas a última colocação no Índice de Desenvolvimento Humano. Duas cidades do Maranhão – Fernando Falcão e Marajá do Sena – são detentoras dos piores IDHs do Brasil. O Maranhão é também o estado em que a população tem o menor índice de esperança de vida ao nascer. Das 100 cidades com pior IDH, 20 são do Maranhão. Das 100 cidades com melhor IDH, nenhuma é do Maranhão. Em renda, o Maranhão fica em ultimo lugar, com índice de 0,612.

Da população de 6,5 milhões de habitantes, 1,7 milhão de maranhenses está abaixo da linha de miséria (ganham até R$ 70 por mês). Ficamos em penúltimo lugar na avaliação geral feita pelo Atlas do Desenvolvimento, divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e o PNUD (Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento no Brasil), ficando à frente apenas do estado de Alagoas, que obteve resultado 0,631. No ranking apresentado pelos institutos, o Maranhão obteve nota 0,639 – numa que varia entre 0 e 1. Possuímos a segunda pior taxa de mortalidade infantil do país, apenas atrás de Alagoas, com 29 crianças com menos de um ano mortas para cada mil nascidas vivas.

Um dos principais argumentos é que o PIB não leva em consideração temas urgentes, como saúde, pobreza, mudanças climáticas e uso dos recursos naturais, sendo, portanto, necessário definir instrumentos capazes de medir o desenvolvimento das nações de forma mais efetiva, que contemplem não só a produção econômica, mas também outros aspectos relevantes.

O Maranhão tendo o 16° PIB da federação não significa que a população, sobretudo os mais vulneráveis, sejam alcançados pelas Políticas Públicas compensatórias. Imagine os agentes do Estado do MA desenvolverem políticas que visem distribuição de renda, tornado os cidadãos autônomos economicamente. Isto só será possível quando a Educação for melhor; a agricultura, familiar; a saúde pública, inquestionavelmente de qualidade. Saneamento básico e políticas sérias e integrais para Crianças e adolescentes. Sem isto, todo discurso será piada.O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://alias.estadao.com.br/noticias/geral,onde-pobre-e-rico-e-rico-e-pobre,1563177

Conversamos com várias pessoas sobre o assunto e, muitos culparam os programas sociais que viciam as pessoas, outros culparam a má gestão e a corrupção dos prefeitos que desviam os recursos e juntamente com parentes (o eterno nepotismo), ficam muito ricos e o povo cada vez mais pobre, sem educação de qualidade, sem saúde, entre outros.

A corrupção e o paternalismo político, a falta de caráter das pessoas que colocamos nos cargos eletivos e, que na campanha política pregam uma coisa e quando estão no poder fazem outra. A cobrança de propinas institucionalizada, a venda de notas fiscais superfaturadas, a utilização de laranjas, escondendo parentes de políticos. E muitos e muitos outros atos ilícitos que sabemos ser praticados em todas esferas do poder.

O acompanhamento e a fiscalização é falha. O governo é um péssimo gestor dos recursos que administra cercados de assessores escolhidos de acordo com os partidos e suas conveniências políticas.

Os recursos que o município recebe é sucateado principalmente no primeiro ano e no último da gestão. Os agiotas são os grandes beneficiados, pois garantem o dinheiro que vai ser utilizado para a compra de votos e para bancar a campanha eleitoral e os conchavos políticos.

Qualquer pessoa mesmo leiga poder ver, o enriquecimento rápido, traduzido em forma de compra de bens como mansões, carros de luxo, fazendas, postos de gasolina, entre outros.

O governo Frávio Dino criou a Secretaria da Transparência que irá fiscalizar os recursos e a devida aplicação dos recursos, também foi criado a Secretaria da Agricultura Familiar, também já contemplou alguns municípios com patrulhas mecanizadas.

Vamos torcer para que esse governo que tanto pregou o fim de corrupção no Maranhão, consiga fazer esse estado voltar a crescer e sair da penúria em que se encontra.

Pense Nisso.

Por: Elizete Delgado

05/04/2015

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com