É tarde, mas ainda dá tempo

A denominada Constituição Cidadã teve como grande missão, sob o ponto de vista político, jurídico e histórico, qualificar a República Federativa do Brasil como um Estado Democrático de Direito. No entanto, ao assistirmos os representantes do povo proferirem seus votos, a favor ou contra o prosseguimento do processo de impeachment, percebemos claramente, o quanto estamos “bem representados”.

Um governo incompetente ou impopular deve ser julgado nas urnas, através do voto direto, os parlamentares que ali estavam, desvirtuaram a finalidade de uma importante ferramenta constitucional.

Democracia, não é o que vimos no dia de ontem, mas sim, um parlamento viciado em jogos de interesses e que não representa a grande massa da população Brasileira.

Quem for a favor do impeachment por acreditar que depois de derrubar Dilma o povo pressionará pelo impeachment de Temer, vive no mundo da lua. Quem for a favor,  que a lição será dada ao PT e logo depois ao PMDB, com a cassação da chapa do TSE, está intimamente equivocada. Passando o impeachment, fecham-se as para mais mudanças. O Brasil perderá a potência do Lava-jato, esse fenômeno único transformador da nossa história – independentemente de seus erros.

Se eu tivesse a chance de votar, diria apontando para Eduardo Cunha: Voto NÃO ao impeachment porque não vou entregar meu país a você e ao seu grupo inqualificável, não vou entregar o Brasil, a Michel Temer, a Renam Calheiros. Os senhores são cúmplices. Se essa casa tivesse vergonha, faria o impensável: renunciaria, coletivamente, para que novas eleições fossem gerais. Como isso não vai acontecer, a nação deve voltar os olhos para o TSE e cobrar decisão urgente.

Não creio que os problemas do Brasil se resumam ao PT. Quem acreditar nisso está iludido e dará involuntariamente, sobrevida a corrupção e as mazelas nacionais, na política.

Se a luta fosse contra a corrupção, Cunha não conduziria o processe.

Quem de fato combate a corrupção não aceita um governo Temer/Cunha. Eduardo Cunha macula e contamina todo esse processo com sua ilegitimidade, ele já devia ter saído da presidência há muito tempo.

Somente a cidadania plena conduzirá a democracia. Não há outra forma de ser cidadão que não seja através da educação ideológica e política.

Pense Nisso.

24/04/2016

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com