gov
Suspeito de estrangular e matar irmã no DF é foragido da Justiça no Maranhão – barradocorda.com – Ribamar Guimarães – “o bom maranhense”
Publicado em: 27 de novembro de 2019 - 12:54

Suspeito de estrangular e matar irmã no DF é foragido da Justiça no Maranhão

Sandra Maria foi assassinada no sábado (23) e o corpo encontrado em uma cova no Parque Nacional, nesta segunda (25) — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Sandra Maria foi assassinada no sábado (23) e o corpo encontrado em uma cova no Parque Nacional, nesta segunda (25) — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

O suspeito de estrangular e matar a cabeleireira Sandra Maria de Sousa Moraes, na segunda-feira (25), no Distrito Federal,é foragido da Justiça do Maranhão e, segundo a Polícia Civil, fugiu de um presídio do estado após condenação por outro assassinato, em 2011 (veja detalhes abaixo).

Danilo Moraes Gomes, 35 anos, é irmão de Sandra e, de acordo com a investigação, cometeu o crime nesta semana por causa de uma disputa por lotes. A reportagem não localizou a defesa do suspeito.

A mulher de 39 anos foi encontrada morta em um matagal perto do assentamento 26 de Setembro, em Vicente Pires, com um fio de telefone no pescoço.

Danilo Moraes Gomes é suspeito de matar a irmã, e já foi acusado por homicídio e estupro no estado do Maranhão — Foto: Tv Globo/ Reprodução

Danilo Moraes Gomes é suspeito de matar a irmã, e já foi acusado por homicídio e estupro no estado do Maranhão — Foto: Tv Globo/ Reprodução

À reportagem, o ex-marido de Sandra, Leobivan de Oliveira Cardoso, de 38 anos, disse que os dois viveram juntos por 15 anos e se separaram há cerca de um ano, mas mantinham uma relação próxima de amizade. Os filhos da mulher são de outra relação.

Leobivan afirma que ficou chocado ao descobrir o envolvimento do ex-cunhado no crime.

“Ele era estranho e tinha umas conversas pesadas, falava em matar. A gente dizia para ele parar de falar essas coisas”, afirma.

O dia do crime

Sandra Moraes estava desparecida desde a noite de sábado (23). Ela morava em Vicente Pires com a filha, de 22 anos. O filho suspeito de participação no crime não vivia no local.

Em depoimento à polícia, a filha de Sandra disse que, no sábado, o irmão da cabeleireira foi até a casa onde ela morava. Em seguida, os dois teriam saído do local juntos.

Segundo a jovem, algumas horas depois, o tio voltou à casa sozinho. Ele teria contado para ela que a mãe estava morta e usado uma faca para tentar violentá-la sexualmente. Além disso, a jovem afirma que o tio a mandou ficar calada e não dizer nada para ninguém.

Na segunda, a filha da vítima procurou a polícia e contou que a mãe estava desaparecida e da suspeita de que o tio tinha envolvimento com o caso. Ela também disse acreditar que o irmão havia participado do crime, já que ele e a mãe tinham uma relação conturbada.

Brendo Sousa Moraes ajudou a enterrar o corpo da mãe e levou a polícia até o local — Foto: Tv Globo/ Reprodução

Brendo Sousa Moraes ajudou a enterrar o corpo da mãe e levou a polícia até o local — Foto: Tv Globo/ Reprodução

Os policiais então conseguiram encontrar o jovem, que confessou ter ajudado o tio. Foi ele quem levou os investigadores até o local onde o corpo foi encontrado. A polícia ainda não sabe se o filho participou no assassinato da mãe ou se apenas ajudou o tio a esconder o corpo.

O irmão de Sandra, Danilo Gomes, já era foragido da Justiça. Ele fugiu de um presídio no Maranhão, em 2011, onde cumpria pena por outro assassinato.

Investigações

Delegado Yuri Pereira Fernandes, da 38ª Delegacia de Polícia do DF — Foto: Afonso Ferreira/G1

Delegado Yuri Pereira Fernandes, da 38ª Delegacia de Polícia do DF — Foto: Afonso Ferreira/G1

O caso está sob investigação da 38ª Delegacia de Polícia, em Vicente Pires. Segundo o delegado Yuri Pereira Fernandes, não há dúvidas de que a morte de Sandra Moraes é o 32º caso de feminicídio registrado no Distrito Federal em 2019.

“É feminicídio, não temos dúvidas. Foi o irmão dela. Houve uma relação de afinidade entre autor e vítima.”

De acordo com o delegado, a motivação do crime ainda não foi revelada, mas existe uma suspeita de que o assassinato pode ter sido cometido por conta de uma briga por um terreno.

“A desavença [entre os irmãos] seria por briga de lote. A filha [da vítima] contou que acredita que pode ser briga de terra. Está muito vago, temos que investigar.”

Fonte: Brenda Ortiz, G1 DF


Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Rádio

Enquete

Você é a favor ou contra a proposta de Reforma da Previdência?

  • A Favor (50%, 5 Votos)
  • Contra (50%, 5 Votos)

Total de votantes: 10

Carregando ... Carregando ...

Facebook

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com