gov
Governo faz homenagem ao Boi de Seu Teodoro – barradocorda.com – Ribamar Guimarães – “o bom maranhense”
Publicado em: 29 de novembro de 2020 - 14:06

Governo faz homenagem ao Boi de Seu Teodoro


A cerimônia, em homenagem à manifestação que é Patrimônio Cultural Imaterial do Distrito Federal, contou com a presença dos herdeiros de Seu Teodoro, Guarapiranga e Tamá Freire, além da apresentação de pequeno grupo de brincantes do Circuito de Culturas Populares de Sobradinho| Foto: Marina Gadelha

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (Secec) prestou merecida homenagem ao centenário de Teodoro Freire e seu legado artístico e histórico. No Dia da Consciência Negra, em solenidade na área externa da Biblioteca Nacional de Brasília, o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, anunciou a atribuição da Medalha do Mérito Cultural a Seu Teodoro, que será entregue aos familiares em abril de 2021.

A cerimônia, em homenagem à manifestação que é Patrimônio Cultural Imaterial do Distrito Federal, contou com a presença dos herdeiros de Seu Teodoro, Guarapiranga e Tamá Freire, além da apresentação de pequeno grupo de brincantes do Circuito de Culturas Populares de Sobradinho.

“É uma honra muito grande receber o Boi de Seu Teodoro”, declarou o titular da cultura do DF após a apresentação que coloriu o Conjunto Cultural da República. Rodrigues explicou que a instituição da medalha a Seu Teodoro, a quem conheceu pessoalmente, visa a preservar a memória de sua luta pela diversidade e pela igualdade. “Brasília é isso, é a diversidade. São as cores que estão estampadas nas roupas que acabamos de vestir”, sintetizou.

A ação foi coordenada pelo subsecretário do Patrimônio Cultural, Demétrio Carneiro. A realização da cerimônia no dia de aniversário da morte de Zumbi dos Palmares, segundo ele, não foi aleatória. “O dia de hoje remete a pertencimento e identidade. Essa homenagem retrata o sentimento de pertencer a essa cidade, que é muito mais que um espaço geográfico, e permite identificar as questões que movem o processo cultural”, declarou com emoção.

A brasiliense Tamá Freire, segunda filha do Mestre Teodoro, também deixou suas impressões sobre a escolha da data em que foi celebrado o centenário do pai. “O dia da consciência negra não é uma data festiva, mas sim uma data de reflexão, para fazermos desse país o que ele é, considerando sua formação indígena, negra, portuguesa”, depôs.

Ela destaca a ousadia do pai em trazer para uma cidade de apenas três anos de existência o Bumba-Meu-Boi e, posteriormente, o Tambor de Crioula, enfrentando inúmeros desafios em nome do amor à cultura brasileira. “O amor pelo Brasil começa com o amor pelo Bumba meu boi”, completou.

Fonte: https://agenciabrasilia.df.gov.br/

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Rádio

Enquete

Você é a favor do isolamento social em época do Coronavírus?

  • Sim (100%, 7 Votos)
  • Não (0%, 0 Votos)

Total de votantes: 7

Carregando ... Carregando ...

Facebook

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com