Ministério da Saúde e SES atualizam dados sobre Zika no Maranhão

A Secretaria de Estado de Saúde (SES)  afirmou, que foram registrados, extraoficialmente, 2.640 casos de Zika Vírus. Destes, somente cinco foram confirmados com sorologia

O Ministério da Saúde atualizou nesta manhã os dados sobre casos do vírus Zika em todo o país. No fim de semana, foi confirmada a relação entre o vírus e casos de microcefalia no Brasil.

Até 28 de novembro, foram 1.248 casos suspeitos de microcefalia em 311 municípios de 13 Estados e do Distrito Federal.

Um caso de microcefalia relacionada ao zika vírus foi confirmada no Ceará, segundo o ministério. O estado com maior número de casos segundo o ministério é Pernambuco, com 646.

Durante a apresentação dos números, o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, ressaltou que, neste momento, o mais importante é o controle do mosquito vetor (Aedes aegypti), além de medidas de proteção individuais. Ele garante que as marcas de repelentes de inseto disponíveis no Brasil podem ser usadas sem problemas pelas gestantes.

No sábado (28), o Ministério da Saúde confirmou a relação entre o vírus Zika e os casos de microcefalia no Brasil. A constatação do surto foi feita pelo Instituto Evandro Chagas, órgão do ministério em Belém (PA), após exames realizados em um bebê nascido no Ceará, com microcefalia e outras malformações congênitas. As amostras de sangue e tecidos apresentaram a presença do vírus.

Na sexta-feira (27), o Ministério da Saúde havia notificado duas mortes relacionadas ao zika vírus. O primeiro caso foi confirmado é de um morador de São Luís (MA) com histórico de lúpus e de uso crônico de medicamentos corticoides. O exame laboratorial havia dado resultado negativo para dengue, mas o genoma do vírus Zika foi encontrado no sangue e vísceras do paciente.

Zika e microcefalia
No Maranhão, o primeiro caso de febre pelo vírus Zika foi confirmado em junho de 2015, no município de Gonçalves Dias, localizado a 340 km de São Luís. São Luís e outros 21 municípios maranhenses estão em ‘situação de alerta’ contra surtos de dengue, Zika e chikungunya, de acordo com Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa).

Após casos relacionados de zika vírus com microcefalia, que colocou a região Nordeste em estado de alerta, 350 agentes de endemias foram mobilizados para identificar e reforçar o trabalho de eliminação de possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, Zika vírus e chikungunya, o Aedes aegypti, em São Luís. De janeiro a outubro de 2015, foram notificados 1.801 casos somente de dengue na capital maranhense.

Fonte: G1 MA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com