Vaccari depõe nesta quinta na CPI com garantia de que poderá ficar calado

Após obter no Supremo Tribunal Federal (STF) garantia de que poderá mentir ou ficar calado, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, depõe nesta quinta-feira (9) na CPI da Petrobras. Ele é suspeito de recolher propina de contratos da Petrobras para abastecer o caixa do partido.

Nesta quarta (8), o ministro Teorizi Zavascki, relator de inquéritos da Operação Lava Jato no STF, autorizou o petista a comparecer à comissão na condição de acusado, e não de testemunha. Na prática, isso significa que ele fica desobrigado de falar a verdade, poderá ficar calado durante a sessão, além de não poder ser forçado a confessar algum crime.

A assessoria de Finanças do PT, informou, no entanto, que ele pretende responder a todos os questionamentos feitos pelos deputados da comissão. Conforme as regras da CPI, o primeiro a fazer perguntas ao depoente será o relator do colegiado, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ). Em seguida, integrantes da CPI e líderes partidários poderão se manifestar e trazer novos questionamentos.

Tesoureiro do PT desde 2010, Vaccari é réu em ação penal aberta em março pela Justiça Federal do Paraná, sob a acusação de corrupção e lavagem de dinheiro.  Segundo delatores da Operação Lava Jato, ele intermediou para o PT doações oriundas de propina cobrada de contratos entre fornecedores e a Petrobras. Vaccari e o PT negam, e afirmam que todas as doações ao partido são legais.

O depoimento do tesoureiro foi marcado na semana passada, em dia definido pelo vice-presidente da CPI, Antonio Imbassahy (PSDB-BA), e confirmado posteriormente pelo presidente da comissão Hugo Motta (PMDB-PB).

A data escolhida causou expectativa pelo fato de ter sido marcada poucos dias antes de um protesto contra o governo da presidente Dilma Rousseff, no próximo domingo (12). A proposta original do relator da CPI era ouvir o tesoureiro em 23 de abril.

Deputados petistas chegaram a acusar Imbassahy de tentar “partidarizar” a comissão, mas Hugo Motta, que não estava presente no dia da definição da data, decidiu manter o depoimento para esta quinta.

Fonte: Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com