Prefeito e empresários de Arame são denunciados por improbidade

O prefeito de Arame (MA) Marcelo Lima de Farias e os empresários Luciano Lírio Melo de Moraes e Lara Cristina Melo de Moraes foram denunciados à Justiça por improbidade administrativa pela Promotora de Grajaú, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (10) pela assessoria do Ministério Público do Maranhão (MP-MA).

Segundo o promotor de justiça Weskley Pereira de Moraes, após denúncia feita pelo vereador César Marcelo Araújo Viana, foram constatadas irregularidades no procedimento licitatório n.º 005/2013, que teve como objetivo a contratação de empresa especializada em locação de veículos para secretarias do Município. A empresa Melo Serviços Comércio Indústria LTDA havia vencido a licitação com contrato no valor de R$ 2.043.624,00.

Relatório do MP-MA aponta que o endereço da empresa corresponde à residência do casal Raimundo Nonato de Morais e Márcia Maria Melo de Morais e não possui características de empreendimento comercial. Também foi atestada inexistência de comprovantes de publicação do aviso e do resultado da licitação no Diário Oficial e jornal de grande circulação regional ou nacional, assim como ausência de extrato do contrato com nomes das partes e dos representantes.

Ainda, o valor do termo de referência seria exatamente igual à quantia constante no documento de cotação de preços realizada junto à empresa Melo Comércio e Serviços. E não existe registro da empresa licitante vencedora para o exercício da atividade econômica objeto do referido pregão.

O promotor requereu indisponibilidade dos bens dos réus liminarmente e solicitou a condenação do prefeito e dos dois empresários de acordo com a Lei Federal nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa), que prevê, entre outras penalidades, o ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio; perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil, proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

Fonte: G1 MA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com