MP paulista pede prisão de Lula; Pedido é criticado até por oposição. Jornais de sexta (11)

O Ministério Público de São Paulo pediu a prisão do ex-presidente Lula numa medida que foi criticada até pela oposição. O pedido não foi feito pela Lava Jato, mas sim pela investigação conduzida pelo procurador Cassio Conserino sobre o triplex de Guarujá.

Para sustenta-lo, os promotores argumentaram que Lula poderia “movimentar sua rede violenta de apoio para evitar que o processo-crime que se inicia possa ter seu curso natural”. O pedido foi amplamente criticado porque haveria, segundo juristas, erros técnicos e fundamentação rasa. A oposição pediu cautela e considerou que não há fundamento.

O assunto é a manchete dos jornais desta sexta (11). No Globo: “MP pede prisão de Lula; oposição sugere cautela”. O jornal carioca tem mais dois títulos sobre o assunto na primeira: outros procuradores avaliam que há erro no pedido, e militantes se colocaram em estado de alerta para pressionar a juíza do caso. No Estado de S. Paulo: “Promotoria pede prisão de Lula e dificulta ida para o Ministério”.

As sondagens ao ex-presidente para que ele assuma um ministério continuam, mas agora, depois da denúncia, há dúvidas se não seria considerado “obstrução da Justiça”. A Folha publica que Lula teria dito a aliados que foi convidado para o ministério que quiser e pediu prazo até segunda-feira (14) para decidir. O ex-presidente participou de um seminário no Instituto Lula com sindicalistas e o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Na saída, o presidente do PT, Rui Falcão, disse que o pedido de prisão contra Lula é “tresloucado”.

O PMDB prepara sua convenção na qual vai liberar a bancada para votar contra o governo. Segundo o Estadão, o vice-presidente Michel Temer articula com o senador Aécio Neves uma reaproximação PMDB-PSDB.

O Supremo Tribunal Federal (STF) deu perdão judicial a dois condenados pelo mensalão: o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha. Segundo a Folha, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) disse, na delação, que o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada foi indicação do vice Michel Temer.

O Valor informa na manchete que o Tesouro fez um lançamento de títulos no exterior para testar a receptividade de papeis brasileiros depois do rebaixamento. O órgão aproveitou um momento mais calmo do mercado internacional por causa da decisão do Banco Central Europeu de reduzir os juros. “BCE corta juros e Brasil testa mercado de títulos”. O Brasil conseguiu vender US$ 1,5 bi de títulos com juros mais altos do que pagava antes.

O Valor disse que o Senado busca saída no “parlamentarismo já”. O blog informou nesta quinta-feira (10) sobre o crescente movimento em favor do semipresidencialismo.

Segundo o Globo, treze contas no exterior do  presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), estão sendo investigadas. O jornal também conta que o cerco no exterior a contas ilegais pode aumentar o valor da repatriação de capital cuja possibilidade aumentou com a nova lei.

Fonte: Matheus Leitão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com