Dilma reúne equipe ministerial para discutir pacote de infraestrutura

A reunião entre a presidente Dilma Rousseff e integrantes do primeiro escalão do governo neste sábado (25) no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, foi encerrada por volta das 19h, após quase dez horas de duração. O encontro foi marcado para a definição de um pacote de anúncios que será divulgado nas próximas semanas voltados para a área de infraestrutura.

Segundo a assessoria da Presidência, novos encontros devem ocorrer nos próximos dias, mas ainda não há datas definidas.

Havia a expectativa de que algum dos ministros presentes na reunião concedesse entrevista para comentar o que foi discutido no encontro mas ninguém parou para conversar com jornalistas ao final do encontro.

Na reunião, entre outros pontos, a chefe do Executivo discutiu a concessão de aeroportos à iniciativa privada. No mês passado, após participar da reunião da coordenação política do Executivo federal, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que o governo anunciaria a concessão dos aeroportos de Salvador (BA), Porto Alegre (RS) e Florianópolis (SC). Embora o anúncio ainda não tenha ocorrido, o assunto deve voltar a ser discutido na reunião deste sábado.

O objetivo do governo é estabelecer a chamada “agenda positiva” no noticiário nacional, na qual ações consideradas positivas para o Executivo têm repercussão na mídia.

De acordo com a assessoria do Planalto, 13 ministros participaram da reunião deste sábado: Aloizio Mercadante (Casa Civil), Nelson Barbosa (Planejamento), Joaquim Levy (Fazenda), Eduardo Braga (Minas e Energia), Ricardo Berzoini (Comunicações), Izabella Teixeira (Meio Ambiente), Kátia Abreu (Agricultura), Edinho Silva (Comunicação Social), Antônio Carlos Rodrigues (Transporte), Gilberto Occhi (Integração), Eliseu Padilha (Aviação Civil), Edinho Araújo (Portos), Gilberto Kassab (Cidades).

Além dos integrantes do primeiro escalão, foram ao encontro a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, o presidente do Banco do Brasil, Alexandre Abreu, e o vice-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento, Wagner Bittencourt, além de secretários e técnicos dos ministérios.

Em discurso feito na inauguração do primeiro trecho das obras do Porto do Futuro (RJ), em março, Dilma afirmou que o governo anunciaria concessões em setores como portos, aeroportos, ferrovias e hidrovias.

Na ocasião, ela defendeu que o Brasil seja levado a um “novo mapa logístico” e a uma “nova configuração logística”. “Uma das mais importantes consequências [das concessões que serão anunciadas] será o surgimento de um novo mapa logístico, uma nova configuração da logística no Brasil”, afirmou Dilma no evento.

Fonte: G1, em Brasília

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com