Dilma defende diálogo e consenso para transformação

A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (28), durante solenidade de lançamento do Dialoga Brasil, que a nova plataforma digital abre uma nova etapa na relação entre governo federal e sociedade.

“A primeira foi pré internet. A segunda etapa é usar a internet a favor do debate. Quando a gente cria um consenso, quando é capaz de estruturar uma opinião em comum, nós temos um poder transformador imenso. O governo precisa que vocês participem, com comentários, observações, críticas, sugestões e propostas. O debate tem melhor qualidade quando parte do conhecimento comum, compartilhado entre todos.”

Dilma disse que “é muito difícil governar um país das dimensões do Brasil sem ouvir as pessoas,” e lembrou que os principais programas do Governo Federal nasceram da participação popular, do diálogo, das observações e críticas da sociedade. E citou o exemplo do Mais Médicos, que hoje leva atenção básica de saúde a milhões de brasileiros, do interior mais profundo às periferias dos grandes centros.

“O Mais Médicos não saiu da cabeça mágica de alguém. Escutamos muitas pessoas falando sobre abrir a oportunidade para trazer médicos estrangeiros e juntar com os médicos brasileiros, para começar esse imenso esforço de garantir atenção básica de saúde para todos”.

Segundo a presidenta, o Dialoga Brasil permite não apenas o aperfeiçoamento das iniciativas já existentes, mas também o surgimento de ideias inovadoras.

“Nós queremos melhorar, e só dá para melhorar tendo essa parceria, que é a parceria do Governo Federal com a sociedade. Queremos ouvir o que dá para melhorar naquilo que nós já estamos fazendo, o que devemos introduzir no que estamos em vias de fazer, e o que é possível fazer mas nós ainda não vimos.”

Dilma disse que o Dialoga Brasil é uma das maiores oportunidades de ouvir o povo brasileiro e ressaltou a importância de ouvir as críticas, para a construção de programas cada vez melhores.

“Tem que escutar o que o usuário está falando de mal, mesmo sabendo que foi um baita esforço para se chegar até ali. Eu entendo quando as pessoas ficam um pouco resistentes às criticas, mas é preciso perceber que a crítica não é contra o que já foi feito, ela é para ir além do que já foi feito”, completou.

Fonte: Portal Brasil 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com