Adriano Sarney volta a cobrar transparência nos dados do orçamento estadual

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa pôs em votação, o Plano Plurianual (PPA) 2016/2019 (projeto de lei nº 235/15 do Governo do Estado). A sessão ocorreu sob protesto da bancada de oposição, que levantou a suspeita de que não havia quórum regimental. Na ocasião, o deputado Adriano Sarney (PV), lamentou o ocorrido na Casa e voltou a cobrar do Executivo a transparência dos dados enviados.

Adriano Sarney declarou que a votação do PPA na Assembleia ocorreu de forma irresponsável, pois há pontos do projeto orçamentário que não foram esclarecidos pelo governo.

A esse respeito, deputado Rogério Cafeteira (PSC), utilizou a tribuna para, segundo ele, responder alguns dos questionamentos feitos pelo deputado Adriano Sarney. Cafeteira disse ter visitado a Secretaria de Planejamento (Seplan) e relatou algumas cifras que teriam sido informadas a ele, a respeito do PPA.

Em resposta, o deputado Adriano Sarney declarou que o seu colega parlamentar não respondeu devidamente aos questionamentos que ele levantou sobre o PPA e nem a Seplan respondeu aos ofícios encaminhados.
A votação do PPA deveria ocorrer terça-feira (24), mas não houve quórum regimental e o pleito foi adiado. Na oportunidade, o deputado Adriano Sarney cobrou da tribuna maior transparência nos relatórios enviados pelo Executivo e esclarecimentos sobre cifras milionárias da previsão de receitas estadual. Segundo ele, em consequência, os parlamentares esvaziaram a sessão e forçaram o adiamento do pleito.
O parlamentar vem cobrando da Secretaria de Planejamento (Seplan), desde o dia 11 deste mês, respostas a vários questionamentos feitos ao Governo sobre o orçamento.
O primeiro questionamento diz respeito à previsão de alienação de bens, referente a venda de móveis e imóveis públicos, que pode render R$ 45 milhões no próximo ano, R$ 47 milhões em 2017, mais R$ 49 milhões em 2018 e R$ 52 milhões em 2019. O somatório passa de R$ 190 milhões, recurso que, segundo o deputado, não há qualquer explicação de sua origem no orçamento.
De acordo com o deputado, o PPA prevê que o governo vai aumentar as “outras receitas de capital” em R$ 420 milhões no próximo ano, R$ 441 milhões em 2017, mais R$ 463 milhões em 2018 e R$ 486 milhões em 2019, mas não dá nenhuma explicação da origem dos recursos.

Assecom/ Dep. Adriano Sarney

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com