(SINPROESEMMA) Professores de Barra do Corda se reúnem em assembléia na Escola Governador Luís Rocha

O SINPROESEMMA/Barra do Corda realizou nesta terça-feira dia 03/02 do corrente ano a 1ª Assembléia do ano de 2015 na escola Governador Luís Rocha no bairro Tresidela as 10 horas da manhã. A reunião foi para deliberar sobre assuntos como Jornada das 13 aulas semanais, prestação de contas do exercício de 2014, concurso público municipal, seletivo municipal dentre outros assuntos.

O professor Jaile Lopes, presidente do SINPROESEMMA/BC iniciou a reunião de forma didática, expondo para os professores através de slides as realizações do sindicato em 2014 e as etapas evolutivas da construção da Sede Social ou “Casa Balneário”. Em seguida fez a prestação de contas do exercício de 2014 demonstrando de forma transparente a entrada e saída de recursos financeiros da entidade sindical.

Jaile Lopes confirmou a jornada das 13 aulas semanais aos educadores, ao final da negociação do executivo municipal com o sindicato. No ensejo, algumas professoras presentes na reunião reclamaram da situação da Educação Infantil que ainda permanece com uma carga horária acima das 13 aulas.
No decorrer da reunião, Lopes pediu apoio ao Professor Henrique, membro da Diretoria Geral de São Luís para esclarecer a pauta das 13 aulas. Henrique esclareceu através da lei do piso 11.738/2008 e de pareceres do STF que fundamenta a jornada e o salário do professor. O sindicalista argumentou também que a Educação Infantil também deve ser contemplada com a lei independentemente da situação da escola.
Na oportunidade, alguns professores reclamaram que foram surpreendidos com descontos indevidos de férias e 13º salário. Mas, professor Jaile recomendou cautela enquanto não conversar com o executivo.
No andamento da Assembleia, professor Henrique explicou mais outras pautas da reunião: Concurso Público Municipal e Seletivo Municipal. Até onde o seletivo é legal e até onde é ilegal, pois enquanto o concurso estiver tramitando o seletivo é legal, a partir do momento em que forem nomeados os concursados o seletivo torna-se ilegal, porque se deve nomear excedente do concurso e não contratar selecionados de seletivo.

O SINPROESEMMA/BC ouviu atentamente denúncias como superlotação com sala de aula com até 50 alunos, descumprindo o PCCRM que admite no máximo 35 alunos.
Lopes, presidente do SINPROESEMMA/BC declarou tentar resolver estes impasses da melhor maneira possível através do diálogo. Ao finalizar o evento agradeceu a presença de todos.

SECRETARIA DE IMPRENSA DO SINPROESEMMA/BC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com