Políticas da Educação

 A educação começa a se impor como condição fundamental para o desenvolvimento do País.

Atribui-se a educação a função de contribuir para a redução das desigualdades sociais. Significa a compreensão de si e do mundo e também se traduz por capacidades e habilidades que permitem a inserção individual na vida social e produtiva, aprendendo permanentemente.

É essencial para que se construa as capacidades exigidas que o indivíduo receba uma educação de base – que compreende a educação infantil, ensino fundamental e ensino médio de qualidade para que se construam as capacidades exigidas, para o bom aproveitamento das oportunidades que se apresentam com os processos de globalização.

O processo de concepção e implementação de políticas sociais voltadas ao desenvolvimento se qualifica e recomenda-se para tanto:

– criação e fortalecimento de canário institucional de participação (conselhos, comissões, orçamentos participativos, grupos de trabalho etc.);

– visão estratégica e integrado por meio de diagnósticos e planejamento participativo e integrado;

– construção negociada de uma agenda local de prioridades de desenvolvimento;

– articulação das ações entre governo, organizações sociais, universidades e empresariado;

– fortalecimento da sociedade civil, por meio de estímulo a ação cidadã;

– fomento ao empreendedorismo;

– instalação de sistemas de monitoramento e avaliação;

Desenvolvimento precisa passar a ser um projeto construído coletivamente capaz de conduzir seus integrantes a conquista de padrões mínimos de dignidade, igualdade, equidade, justiça social e respeito aos direitos humanos.

Ao governo municipal, cabe papel essencial na condução desse processo, onde desenvolvimento social integra-se ao desenvolvimento econômico, humano, urbano e ambiental no esforço do bem governar.

A marca da atual administração é: “Construindo uma nova história”.

Através da identificação da marca vamos identificar se a realidade condiz com os trabalhos sociais iniciados.

Vamos ficar de olho, fiscalizar se os conselhos de direito existe e se estão atuando, quem são os conselheiros, conhecer o plano de governo, os diagnósticos, os orçamentos participativos que duvido que exista, a comissão de licitação, acompanhar se as compras governamentais estão condizentes com os valores apresentados etc.

Queremos transparência nos recursos públicos, queremos que os nossos impostos retornem para o Município através de serviços essenciais de boa qualidade, em forma de estradas, educação, saúde, infraestrutura de qualidade.

Estamos fartos de tanto descaso com a causa pública em todas as esferas do poder.

Pense Nisso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com