Maternidade deixa de atender pacientes pelos SUS em Grajaú, MA

A maternidade do Hospital São Francisco de Assis de Grajaú, deixou de atender pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Hospital São Francisco, que cobre pelo menos cinco municípios, e que foi criado por uma missão católica na década de 1950, teve seus serviços suspensos.

Para a professora Andreia dos Santos Marques, que está no oitavo mês de gestação, a realidade do hospital também acaba complicando a sua situação, que se vê agora obrigada a pagar por um direito que, até então, era garantido por lei. “É um direito que está sendo tirado das mães grajuenses, que é poder ter um filho onde quiser e sem precisar pagar. É um alto custo e muitas pessoas não têm como desembolsar esse valor”.

O motivo do fechamento seria a suspensão dos recursos destinados pelo Ministério da Saúde para a Secretaria Municipal de Saúde de Grajaú. De acordo com informações de Alessander Costa, diretor administrativo do hospital, o dinheiro não estaria sendo repassado para a maternidade.

”Hoje nós precisamos destes profissionais médicos, os obstetras e anestesistas. Eles estão na ordem de 120 mil reais. Então, o hospital não tinha esse dinheiro para pagar esses honorários e infelizmente nós tivemos que fechar a maternidade”, explica o diretor administrativo do hospital.

O Hospital São Francisco de Assis foi construído pelo médico e religioso frei Alberto Bereta e é mantido pela Sociedade Beneficente São Camilo, com sede na cidade de Fortaleza, no Ceará.

Fonte: G1 Noticias

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com