Maranhense 2017: semifinal em jogo único e equipes renovadas

Header_CAMPEONATO_MARANHENSE (Foto: Infoesporte)

O Campeonato Maranhense 2017 começa neste fim de semana com três jogos no sábado e um no domingo. A competição tem oito times que representam as cidades de São Luís, São José de Ribamar, Barra do Corda, Imperatriz e Santa Quitéria. A capital tem quatro times.  O atual campeão é o Moto Club. Além do time Rubro-Negro, estão em busca do título Sampaio, Maranhão, Cordino, São José, Imperatriz, Americano e Santa Quitéria.

> Tabela do Campeonato Maranhense 2017

Jogadores do Moto festejam título do Maranhense 2016 (Foto: De Jesus / O Estado)
Moto Club é o atual campeão maranhense (Foto: De Jesus / O Estado)

A fórmula de disputa de 2016 será repetida em 2017, com dois turnos. O primeiro é disputado com jogos de ida e volta na primeira fase, enquanto o returno terá apenas confrontos únicos na etapa de classificação. Apenas um time é rebaixado. Campeão e vice garantem vagas nas copas do Nordeste e do Brasil de 2018. A competição vale uma vaga também para a Série D da próxima temporada.

Header_MOTO-CLUB_690 (Foto: Arte Esporte)

 

 

Moto Club se apresenta no CT Pereira dos Santos para temporada 2017 (Foto: Flora Dolores / O Estado do MA)
Nova formação do Moto para 2017 (Foto: Flora Dolores / O Estado do MA)

Atual campeão do estado, o Rubro-Negro maranhense mudou bastante seu elenco. Os jogadores do time titular remanescentes de 2016 são apenas três. A comissão técnica em sua maioria foi mantida. Houve também troca na direção do clube. Para este Campeonato Maranhense, o objetivo é bem claro dos motenses, buscar o bicampeonato e chegar a 26ª conquista estadual na temporada que comemora 80 anos de fundação. O treinador Ruy Scarpino montou uma nova formação titular e conta apenas com Wanderson, Chico Bala e Felipe Dias dos titulares do ano passado. Todos os outros são novidades. Para este primeiro jogo, contra o Cordino, em Barra do Corda, o time não conta com Curuca e Diego Renan, que renovaram seus contratos com o clube. Eles estão em tratamento no departamento médico. O atacante Júnior Juazeiro, uma das novidades para o ano, também se recupera no DM de uma contusão muscular. Das novidades, o Moto tem Esdras, Diego Teles e Toni Galego no meio-campo, Valdanes e Eduardo no ataque. Eles se destacaram jogando por times da Série D e enfrentaram o próprio Moto.

Time base: Raphael Barrios; Tote, Ozéia, Wanderson e Chico Bala. Felipe Dias, Diego Teles, Esdras e Toni Galego; Valdanes e Mateus.

Estádio: Castelão, em São Luís.

Header_SAMPAIO-CORREA_690 (Foto: Arte Esporte)
Técnico Vinícius Saldanha diz que agora é hora de pontuações e ajustes no time tricolor (Foto: Sampaio /  Divulgação)
Vinícius Saldanha comanda o Sampaio na temporada 2017 (Foto: Sampaio / Divulgação)

Detentor da hegemonia da história do Campeonato Maranhense (32 títulos), o Sampaio amarga um jejum nas últimas duas temporadas. Apesar de ter chegado as duas últimas decisões da competição, o Tricolor não consegue levantar o caneco do Estadual desde 2014. Diferentemente das últimas temporadas, o Tricolor chega a competição apostando em uma folha bem mais enxuta e, com o rebaixamento à Série C, a aposta tem sido por jogadores da região. No próprio comando técnico, a escolha foi pela efetivação do treinador da base, o maranhense Vinícius Saldanha. Poucos jogadores da temporada passada permaneceram, os que ficaram acabaram se tornando as principais esperanças do clube como o meia Hiltinho, que começa a temporada lesionado, e os atacantes Henrique e Fernandinho. Das novas contrações, destaque para o zagueiro Artur Sanches, que se notabilizou no futebol carioca. A pré-temporada do Tricolor foi iniciada no dia 19 de dezembro.

Time base: Jean; Artur, Breno, Arthur Sanches e Esquerdinha; Otávio, Valderrama e Ruhan; Fernandinho, Henrique e Carlos Alberto.

Estádio: Castelão, em São Luís.

Header_Maranhão_690 (Foto: Arte Esporte)
Treinador do MAC já vem realizado pré-temporada com o grupo atleticano desde o começo da semana (Foto: Divulgação /  MAC)
Cleibson Ferreira estreia no futebol maranhense comandando o MAC (Foto: Divulgação / MAC)

O Maranhão chega para o Campeonato Maranhense de 2017 após uma profunda reformulação do elenco. Além dos jogadores, novidade no banco de reservas com a chegada do técnico Cleibson Ferreira, que acumula várias passagens por equipes menores do Nordeste e nas últimas temporadas comandou o Atlético-PB, Miguelense e Pesqueira. O destaque do time é o atacante Gileard, de 20 anos. Revelação do Estadual em 2016 e com breve passagem pela Portuguesa, o jogador retorna ao time atleticano e é um dos titulares do Quadricolor na busca pelo 16º título do Estadual.

Time base: O time titular escalado foi composto com Alencar Baú; Índio,Yuri, Célio e Leandro; Sandro, Rafael, Mauricio e Cléber (Gileard); Naôh e Junior Pirambu.

Estádio: Castelão, em São Luís.

Header_Cordino_690 (Foto: Arte Esporte)
Ulisses marcou 62,5% dos gols do Cordino no Maranhense e é dúvida para semifinal (Foto: Bruno Alves)
Ulisses continua no Cordino como principal jogador do time de Barra do Corda (Foto: Bruno Alves)

Há seis anos disputando o Campeonato Maranhense, o Cordino mantém a identificação com um elenco montado predominantemente com jogadores da região, mas com um investimento um pouco maior. Dentre as caras novas estão o goleiro Eduardo Alves, o zagueiro Rodolfo e o meia Marcus Vinícius. O atacante Ulisses, maior artilheiro da história do Cordino, com 62 gols marcados desde 2012, segue como o destaque do time. Na beira do campo, Marlon Cutrim será o responsável por comandar a Onça de Barra do Corda. Ulisses continua no time. Por duas vezes ele já foi o artilheiro do Campeonato Maranhense vestindo a camisa do time de Barra do Corda. Na edição de 2016, o meia-atacante marcou 13 gols.

Time base: Eduardo Alves; Michel, Bruno, Ferreira e Jefferson; Júnior Negão, Alisson,  André e Ulisses; Rone e Léo.

Estádio: Leandrão, em Barra do Corda.

Header SAO JOSÉ-MA (Foto: infoesporte)

 

 

Técnico Paulinho Kobayashi em visita a redação do GloboEsporte.com (Foto: Afonso Diniz /  GloboEsporte.com)
Paulinho Kobayashi é o treinador do São José para o Estadual (Foto: Afonso Diniz / GloboEsporte.com)

O São José foi o quinto colocado na edição de 2016 do Campeonato Maranhense. Agora, o investimento busca resultados melhores. A diretoria contratou o treinador Paulinho Kobayashi e começou a pré-temporada ainda em dezembro. A formação básica é de jogadores maranhenses, reforçada com atletas de outros estados. No meio-campo, jogadores que pretendem voltar a ganhar destaque como o meia Ítalo, ex-Moto, e Erlon, ex-Bacabal. A grande aposta da vez é o atacante Klismann, que tentou seguir carreira no Moto, Sampaio e Maranhão, mas acabou sendo dispensado. Em 2016, o atacante teve boa atuação já no São José e deve ganhar mais espaço em 2017.

Time base: Gustavo; Tatu, Ramón, Lucas e Cleiton; Ribamar, Gualberto, Kléo e Ítalo; Klisman e William.

Estádio: Castelão, em São Luís-MA.

Header_Imperatriz_690 (Foto: Arte Esporte)

 

Goleiro Rodrigo Ramos diz que não é normal a série de derrotas (Foto: Afonso Diniz)
Rodrigo Ramos está de volta ao Imperatriz e lidera o grupo do Cavalo de Aço (Foto: Afonso Diniz)

Único time do interior do Maranhão a conquistar o Estadual por duas vezes, o Imperatriz chega no Campeonato Maranhense como principal nome fora da capital na disputa pelo título. O último título do Cavalo de Aço foi em 2015 e no ano passado a equipe ficou apenas na sexta colocação. Aposta este ano é em nomes bem conhecidos do clube como Rodrigo Ramos, André Penalva, Aelson, Rubens e Cris. Com o comando do técnico Sinomar Naves, o Colorado buscou ainda nomes que já levantaram a taça do Maranhense recentemente pelo Moto Club como Robson Simplício, Dudu e William Amorim, além do próprio Rodrigo Ramos. A pré-temporada do Imperatriz foi iniciada na segunda quinzena de dezembro.

Time base: Rodrigo Ramos; João Rodrigo, Marcos Arthur, André Penalva e Bruno Limão; Robson Simplício, Rômulo, Rubens e Dênis Maranhão; Léo Paraíba e William Amorim.

Estádio: Frei Epifânio, em Imperatriz.

Header_SANTA-QUITERIA_690 (Foto: Arte Esporte)

 

Marquinhos Fumê, técnico do Viana-MA (Foto: Nailson Wapichana/GloboEsporte.com)
Marquinhos Fumê comanda o Santa Quitéria (Foto: Nailson Wapichana/GloboEsporte.com)

Com um time totalmente reformulado, começando pela diretoria, o Santa Quitéria tenta voltar a repetir as boas campanhas, como em 2011, quando foi vice-campeão maranhense. Para isso, a equipe apostou na chegada de jogadores veteranos com o volante Tim Marco e o atacante Alex Campos. Marquinhos Fumê, que conta com passagens pelo Expressinho, será o responsável por comandar a Raposa dentro de campo. Ele já foi treinador da base do Moto Club e comandou o Viana em competições nacionais femininas de futebol. O atacante Juninho Lisboa, com passagens de destaque por equipes como Bacabal e JV Lideral, é a principal esperança para balançar as redes adversárias.

Time base: Alves; Tiaguinho, Deivid, Careca e Bruno; Marcelo Maia, Rodrigo, Léo Aires e Marciano; Alessandro e Juninho Lisboa.

Estádio: Rodrigão, em Santa Quitéria.

Header_Americano-MA_690 (Foto: Arte Esporte)

 

Treinador do Americano-MA, Leandro Lago (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Leandro Lago está de volta ao comando do Americano (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O Americano chega ao Estadual após conquistar o acesso na Segundinha no ano passado e aposta na força da juventude para ter um bom desempenho. A média de idade da equipe é de 23 anos, com boa parte do elenco que conseguiu garantir a vaga no Estadual em 2016. Alguns atletas pontuais chegaram para agregar experiência ao elenco. Destaque para o goleiro Laerte ex-Moto e o meia Mateus ex-Balsas e Araioses. Destaque ainda para Samuel, que disputou a Copa São Paulo pelo Sampaio em 2016 e depois se transferiu para o São José. A pré-temporada da equipe vem se estendendo desde o fim da disputa da Segunda Divisão. Mas a chegada do técnico Leandro Lago para início dos trabalhos vem sendo realizada desde o dia 16 de dezembro.

Time base: Laerte; Vila, Hugo, Fred e Artur; Bocão, Gustavo, João Vítor e Mateus; Nike e Samuel.

Estádio: Pinheirão, em São Mateus.

REGULAMENTO

O Campeonato Maranhense continua com a fórmula com oito times, divididos em dois grupos de quatro. No primeiro turno as equipes se enfrentam entre si, com jogos de ida e volta. Os dois melhores de cada chave avançam para as semifinais. No returno, as equipes enfrentam os times do outro grupo apenas em jogos de ida, e os dois melhores de cada grupo avançam.

A novidade fica por conta da semifinal. Está no regulamento que esta fase será disputada em jogo único e que o time que terá vantagem nesta disputa será o de melhor índice técnico na fase anterior.

Caso o campeão do primeiro turno também conquiste o título do returno, não será necessária a realização da final. Caso times diferentes conquistem os títulos do turno, serão realizados dois jogos para definir o campeão maranhense de 2016.

Em caso de empate na pontuação, os critérios são: 1) mais vitórias; 2) melhor saldo de gols; 3) mais gols-pró; 4) confronto direto (pontos e depois saldo); 5) menos cartões vermelhos; 6) menos cartões amarelos; 7) sorteio.

Os clubes terão até o último dia antes da primeira rodada do returno para regularizar novos jogadores. Todos os atletas precisam ser registrados no BID da CBF. O jogador não pode ser transferido entre clubes participantes do campeonato, mesmo sem ter participado de nenhuma partida.

Clique aqui para para ter acesso ao regulamento completo da competição.

Fonte: São Luís

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com