Maranhão – Obras das escolas que participam do programa Escola Digna serão fiscalizadas

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MA) firmarão acordo de cooperação técnica para garantir qualidade nos serviços de infraestrutura e obras contatadas pelo Estado para o sistema estadual de educação. A parceria foi discutida, em reunião, com a secretária de Estado de Educação, Áurea Prazeres e o presidente do Crea, Cleudson Campos Anchieta.
Na prática, o Crea-MA e a superintendência de Engenharia da Seduc irão trabalhar em parceria na fiscalização dos serviços, contratos e no canteiro de obras das escolas (em reformas e construções), garantindo que os procedimentos estejam sendo realizados dentro da legalidade, e o cronograma da obra seja cumprido, com padrões de qualidade.
Para a secretária Áurea Prazeres, a educação só tem a ganhar com a parceria. “A cooperação técnica é fundamental para a valorização do recurso público empregado, garantirá que o serviço seja concluído em tempo hábil e com qualidade no acabamento, e irá contribuir com o desenvolvimento do trabalho da gestão escolar.
Quem ganha com essa parceria é a comunidade escolar e, consequentemente, a qualidade da aprendizagem dos estudantes, garantindo que consigamos atingir uma das metas do governo Flávio Dino, a de elevar os indicadores educacionais”, destacou.
Para o presidente do Crea-MA, Cleudson Campos Anchieta, a cooperação demonstra a preocupação do Governo do Estado com a transparência do recursos públicos. “Essa parceria mostra o compromisso do Governo do Estado com a qualidade, transparência e ética e representa para a comunidade escolar a garantia de uma infraestrutura adequada para desenvolver suas atividades”, observou.
Escola Digna, municÍpos com menor IDH

Escola Digna

Melhorar a infraestrutura da rede física do sistema estadual de educação é uma das metas do governo Flávio Dino, no âmbito do programa ‘Escola Digna’, que já iniciou o processo para as obras de substituição de escolas de taipa, barro e palha nos 30 municípios com os mais baixos IDH do estado.
As escolas serão construídas em áreas estratégicas para atender o maior número de comunidades possíveis com o objetivo de aumentar a possibilidade de oferta progressiva e integrada do ensino fundamental; facilitar ações da coordenação pedagógica; aprimorar o uso de recursos didáticos – pedagógicos; promover maior eficiência à gestão escolar; otimizar a oferta dos serviços educacionais; reduzir o número de escolas e salas de aula isoladas e melhorar a qualidade da aprendizagem.
Fonte: Agência Estado
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com