Maranhão e Pará estão no topo da lista com o maior índice de casamento infantil

Um estudo do Banco Mundial apontou que o Brasil é o 4° país no mundo com maior índice de casamentos de crianças e adolescentes meninas. São mais de 554 mil meninas casadas entre 10 a 17 anos que estão entre o levantamento.

Em 2015, a Plan International Brasil e Promundo analisaram o contexto do casamento infantil em nosso país. De acordo com os dados encontrados, Pará e Maranhão estão no topo da lista com o maior índice. O número de meninas casadas é muito superior ao de meninos. Segundo um censo feito em 2010 foram 22.849 meninos de 10 a 14 anos casados, enquanto 65.709 meninas casaram no mesmo período.

Para as garotas, se casar antes dos 18 anos aumenta as chances de gravidez, o que potencializa o risco de mortalidade materna e infantil. Especialistas também apontam que as crianças podem se tornar vítimas de violência doméstica conjugal e até sofrerem estupro.

Por incrível que pareça, este não é um problema exclusivamente brasileiro, muito menos dos países em desenvolvimento. Recentemente a BBC Brasil  compartilhou o depoimento de Angel McGehee, uma americana que foi forçada pela mãe a se casar aos 13 anos de idade. “Me sentia uma escrava”, a jovem declarou em entrevista ao canal BBC.

Nos Estados Unidos não há uma idade mínima para casamento, alguns estados estabelecem 14 anos para meninos e 13 para meninas, como New Hampshire, no nordeste do país. Após o casamento, ainda por pressão da mãe, Angel teve o primeiro bebê aos 15 anos. Hoje, com 26 anos, ela tem cinco filhos. “Penso o tempo todo sobre o que eu poderia ter feito e o que eu poderia ter sido”, disse na entrevista. Entre os anos 2000 e 2015, mais de 200 mil menores se casaram nos EUA.

No Brasil há um Projeto de Lei 7119-2017 que visa proibir totalmente o casamento de crianças e adolescentes antes dos 18 anos, acabando com as brechas existentes na lei atual. Uma campanha digital chamada “Casamento Infantil Não” com o objetivo de colocar o tema em evidência para que seja conhecido e discutido.

Pais&Filhos acredita que isso é um absurdo e está nas nossas mãos, como cidadãos, modificar esta situação.

Fonte: http://paisefilhos.com.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com