Dia do Índio: uma cultura que precisa ser preservada

Parabéns aos povos indígenas do Maranhão e de todo Brasil, “Esta data tem que ser melhor aproveitada e não apenas lembrada” (www.barradocorda.com)

Essa data foi criada a pedido dos próprios indígenas como forma de lembrar dos direitos desses povos. Sim, desses povos, no plural, porque há várias etnias e cada uma tem sua própria cultura e costumes. Talvez você já tenha ouvido falar de alguns povos como guarani, xavante, xingu, tupiniquim, tupinambá, baré… Esses povos tentam preservar suas tradições, mas a maioria também tem contato com a cultura do “homem branco” e, por isso, eles entendem de arco e flecha mas também de internet. As crianças brincam de videogame e ainda se divertem nos rios e cachoeiras, e muitos deles são bilíngues: falam a língua de seus antepassados e também o português.

Os índios vivem em aldeias, que são locais mais afastados da zona urbana (do centro da cidade). Quando eles nascem, recebem dois nomes, um que é o do povo brasileiro e outro indígena. O nome indígena é dado pelo pajé, líder espiritual e curandeiro, durante uma bela cerimônia, como se fosse um batizado.

Eles caçavam, pescavam e garantiam a sobrevivência com o que viesse da natureza. Corriam livres e sem roupa e não sabiam o que era sentir vergonha da própria nudez. Também tinham o dom de entoar conversas em uma língua que mais parecia um canto. E sempre seguiram rituais e brincadeiras quase infantis.

Curiosamente faziam cerimônias de consultas  aos animais da floresta e aos seus antepassados. Conversavam longamente com os chamados velhos espíritos e diziam ser intuídos por essa gente que já partiu.

E assim traziam do mundo “sobrenatural”, do mundo de lá, segredos, novos ritos e remédios. Praticavam suas curas com ervas, talos, folhas… Uma verdadeira pajelança. E pra quem quem não sabe o que é isso, faço uma pausa nessa prosa e explico: pajelança é um ritual de cura realizado pelo líder espiritual e curandeiro da aldeia.

Quem eram eles? Eles eram, para simplificar a conversa, um povo feliz com suas características e tradições. Mas um povo que foi forçado a “embranquecer…”

E quem é essa gente de quem falo? Nativos? Aborígenes? Indígenas? Qualquer uma dessas palavras os aprisiona, lhes tira o bem maior… Porque liberdade é sempre o nosso maior bem.

A expressão aborígenes, nativos, ou indíos, por definição, é a forma com que fazemos referência às populações que vivem numa determinada área antes da sua colonização ou, ainda, uma forma de nos referirmos a um povo que, após a colonização, não se identifica com o povo que os coloniza.

Desta forma, povo indígena, ao pé da letra, no sentido literal quer dizer “originário de determinado país, região ou localidade.  E apenas isso? Uma definição que não os define!? Depois de colonizados que direitos têm os índios? Como garantir que sua língua e seus costumes não desapareçam?

Com essas questões em mente, em 1940, foi realizado, no México, o I Congresso Indigenista, onde foram discutidos temas referentes à qualidade de vida dos índios. E, para dizer o mínimo, isso balançou com a cabeça de muitos governantes.

Três anos depois, no Brasil, Getúlio Vargas, que era o presidente do país na época, decretou que em todo dia 19 de abril seria comemorado o Dia do Índio. E isso demarcaria uma nova forma de ver, pensar e tratar as questões que iriam garantir aos índios suas terras, sua cultura e suas tradições.

Setenta e quatro anos depois, os indígenas ainda lutam para assegurar às gerações futuras seus territórios ancestrais e sua identidade étnica e cultural. Lutam para que seu povo não desapareça e para que o dia 19 de abril não seja apenas uma data em sua homenagem.

Fonte: http://www.dm.com.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com