Cordino jogará fora de casa hoje por falta de estrutura do seu campo para a Copa do Brasil

Um jogo que poderia trazer diversos resultados positivos para Barra do Corda, e bastante visibilidade para o município através do futebol, se transformou numa grande frustração.  Devido a boa campanha do Cordino no ano passado, a equipe vai disputar a Copa do Brasil, mas infelizmente, vai ter de jogar longe da sua torcida no primeiro confronto. O estádio Leandrão não atende as normas estabelecidas pela CBF.

O time vai precisar percorrer quase 500 quilômetros até São Luís para poder defender o que sonharam durante todo o campeonato Maranhense do ano de 2017, a vaga numa competição nacional, “A Copa do Brasil”. O Jogo acontece nesta quarta-feira, 31/01, e o Cordino vai enfrentar o Náutico, time de Pernambuco, no Castelão.

A temporada do ano passado terminou e ninguém se atentou a fazer melhorias nas dependências do estádio que é a casa do time da Onça. Pois a capacidade de seu campo é de apenas 1.500 torcedores, é o que diz a CBF. Isso demonstra que as autoridades locais e estaduais, não deram muita importância para o município. O Time tem sete anos apenas e já levou o nome da cidade para todo o País.

O que acontece quando falta empenho e organização diante de uma equipe que se destacou no meio futebolístico numa cidade do interior? É o que todos já vêm acompanhando, dispensa da comissão técnica e baixa no elenco.

O ano começo ruim e já resultou em troca de algumas peças, primeiro foi o técnico, Leandro Lago, anunciado em dezembro e já no mês de janeiro foi demitido e substituído por Wemerson Carvalho, além de seis jogadores dispensados.

O novo técnico, Wemerson Carvalho, já trabalhou em Pernambuco no comando de Ypiranga e Vera Cruz. O treinador tem vasta experiência para se acreditar em um bom trabalho diante do Cordino.

Diante de tantos problemas na equipe da Onça, o técnico do Náutico, Roberto Fernandes pede respeito à equipe de Barra do Corda. “O Cordino ainda não foi bem na temporada, mas sem dúvida vai para o jogo da vida. Precisamos estar atentos e com o mesmo espírito para não sermos surpreendidos”, destacou o treinador. Ele disse ainda que o Náutico vai para mais um jogo com cara de decisão na temporada.

A torcida precisa mais do que nunca apoiar o Cordino nesta competição de expressão nacional para que possamos passar de fase e mostrar ainda mais o potencial da nossa cidade.

Empenho.

Vice-campeão estadual de 2017, o Cordino tem orçamento anual que gira entre R$ 800 mil e R$ 900 mil. O gasto mensal com a folha de pagamento de jogadores e comissão técnica não passa de R$ 120 mil. Apesar de saber que colocar os R$ 50 milhões no bolso será tão difícil como acertar os números da Mega-Sena acumulada, o time promete muito empenho.

A torcida está fazendo sua parte, e isso ajudará na força de vontade da equipe diante do Náutico nesse primeiro confronto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com