Abrindo Portas

Desenvolver jovens e moldá-los de acordo com as demandas do mercado de trabalho, tornando-os empregáveis têm sido o desafio que temos enfrentado.

Não existe idade mínima, mas a maioria das empresas busca jovens entre 19 a 24 anos. A expectativa das empresas é que os jovens cumpram as tarefas com responsabilidade.

Preparar os jovens para futuros desafios com o cumprimento de metas e resultados e conscientes de que os resultados e as recompensas virão em forma de ascensão rápida e retorno financeiro também é um fator importante para a permanência dos jovens nas empresas em que trabalham.

A necessidade do investimento pesado e  constante em capacitação e desenvolvimento é fundamental na preparação dos novos líderes jovens. É importante que se dê autonomia aos jovens para que eles desenvolvam o senso de responsabilidade e ajam como donos de seus projetos. Os jovens são fascinados por desafios. Eles desejam trabalhar em empresas que desenvolva uma política de carreira baseado na meritocracia. O trabalho árduo precisa ser reconhecido e premiado. A formação de profissionais com capacidade de solucionar problemas é outro grande desafio.

Ética, segurança, saúde, respeito e meio ambiente precisam funcionar como mantras que balizem a tomada de decisões.

O respeito às pessoas é uma iniciativa que sempre precisaremos colocar em ação.

A elaboração do plano de carreira onde os jovens trocam metas de trabalho e os objetivos de desenvolvimento para um ano e para os próximos cinco é um passo muito importante nessa fase.

Algumas empresas que atraem os jovens incluem ações voltadas para o aculturamento e o desenvolvimento pessoal e profissional. Inovação, gerenciamento de carreira, autoconhecimento e postura corporativa são alguns dos temas ensinados aos jovens talentos.

A careira em Y é mais uma opção apresentado e uma prática estimulada. Apoiar e valorizar a especialização através de uma mentoria técnica, em que profissionais seniores acompanham jovens por um período de 12 a 18 meses, orientando e compartilhando conhecimento. É um jeito de acelerar a motivação dos jovens profissionais.

Jovens ansiosos para crescer, cheios de vontade de gerar impacto no ambiente de trabalho, superconectados a valores como sustentabilidade e integridade. Assim são os jovens que se convencionou chamar de geração Y.

Oferecer um ambiente em que eles sentem liberdade para dar idéias, assumir responsabilidade e buscar resultados sem esbarrar nas hierarquias. Com esta estratégia e um esforço para se conectar com um público e atender a necessidade natural de formar novas lideranças e capacitar os empregados para os desafios. Com equipes formadas por chefes jovens – que se mostram bem preparados para desenvolver equipes. Os jovens valorizam ainda as oportunidades de transitar entre áreas diferentes. As empresas poderiam ter políticas e ações específicas para o público jovem, como a possibilidade de se vestir informalmente e programa de home Office para todos.

A utilização de estratégias para driblar a atual crise econômica precisa ser aplicada internamente á gestão de pessoas, boa renumeração, bolsa de estudos para cursos técnicos e de graduação, pós e MBA e o atendimento odontológico gratuito são estratégias necessárias para enfrentar a escassez de mão de obra qualificada e manter nos jovens profissionais o entusiasmo. Investir em três grandes frentes de atração e retenção. Programas de treinamento (estágio), identificação de lideranças jovens com potenciais para assumir cargos de chefia, estudantes interessados em vagas de estágio em todas as áreas, com maior destaque para as carreiras técnicas.

Pensar em um problema que ainda não existe e em uma solução para ele. Depois, desenvolva um plano para transformar a idéia em iniciativa viável, com orçamento, quantidade de pessoas envolvidas, cronograma, metas e parceiros necessários para a execução. Essa proposta pode parecer etérea demais, mas, para quem faz o curso Jovens Empreendedores Inovadores é uma realidade constante. A COOPCENTRO, que atua na área de prestações de serviços, promove oficinas para desenvolver a capacidade dos jovens Barracordenses de enxergar lá na frente. No caminho, eles aprofundam conhecimentos e novas tecnologias.

Em turmas de 50 alunos, divididos em equipes formadas por 5 alunos. Ver longe é um exercício importante para os alunos do curso e nosso futuro cooperante.

Treinamento não falta para desenvolver as habilidades comportamentais e técnicas desse time. Todos eles participarão de cursos de iniciação profissional para melhor desenvolver suas empresas e as empresas em que irão trabalhar.

Pense Nisso

15/06/2015

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com