Temor com a China faz bolsas da Ásia fecharem em queda

As principais bolsas de valores da Ásia, como China e Japão, encerraram seus pregões em queda nesta terça-feira (25), contaminadas pelas preocupações com a economia chinesa, que derrubaram os mercados na segunda (24). Veja a cotação das bolsas.

Chinês monitora preços de ações em uma corretora em Pequim, na China (Foto: Mark Schiefelbein / AP Photo)
Chinês monitora preços de ações em uma corretora em Pequim, na China (Foto: Mark Schiefelbein / AP Photo)

Na China, a bolsa de Xangai liderou a queda asiática, com perdas de 7,63%, após passar o dia oscilando em baixa de 4% e 6%. No Japão, a Nikkei 225 de Tóquio fechou com perdas de 3,96%, embora tenha passado a maior parte do pregão estável em quase 1%. O segundo indicador, o Topix, que reúne os valores da primeira seção, caiu 3,25%.

Em Hong Kong, a Hang Seng se mantinha instável: chegou a operam em baixa de 1,41%, mas a poucos minutos de seu fechamento estava em alta de 0,72%.

Investidor usa smartphone para monitorar ações na China (Foto: Mark Schiefelbein / AP Photo)
Investidor usa smartphone para monitorar ações na China (Foto: Mark Schiefelbein / AP Photo)

Mercado europeu
As principais bolsas europeias abriram em alta, um dia após a China causar pânico nos mercados. O principal índice europeu, FTSEurofirst 300, tinha alta de 3,3%. Em Londres, o índice Financial Times avançava 2,78%, a 6.062 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 subia 3,26%, a 4.526 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX avançava 3,34%, a 9.970 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 avançava 2,45%. Na Grécia, a bolsa operava em terreno positivo, recuperando perdas da véspera, a 3,36%. Em Milão, o índice Ftse/Mib tinha alta de 2,55%, a 22.609 pontos. Já em Madri, o índice Ibex-35 caía 5,1%.

Na véspera, o índice FTSEurofirst 300 fechou com queda de 5,44%, a 1.349 pontos e perdeu cerca de € 450 bilhões (521,42 bilhões de dólares) em valor de mercado — pior performance de fechamento desde novembro de 2008.

Ainda na segunda-feira, Tóquio registrou baixa de 4,61%. O índice Nikkei perdeu 895,15 pontos, a 18.540,68 unidades. A Bolsa de Xangai caiu 8,49%, gerando temor nos mercados internacionais e derrubando as bolsas.

Veja abaixo os destaques do mercado de ações no mundo na segunda (24):

Ásia: Bolsa de Xangai caiu 8,49%
EUA: Dow Jones caiu 3,57%, S&P 500 recuou 3,94% e Nasdaq perdeu 3,82%
Europa: FTSEurofirst 300 caiu 5,44%, a pior queda diária desde 2011
Petróleo: preço do barril nos EUA caiu para US$ 38,24, mínima desde fevereiro de 2009
Brasil: Bovespa caiu 3,03%, a 44.336 pontos, menor patamar desde abril de 2009

Na China, as bolsas de Xangai e Shenzhen desabaram na segunda, reforçando o quadro de preocupações com a segunda maior economia do mundo, que vem afetando o apetite por ativos de risco.

O movimento recente do banco central da China de desvalorizar o iuan, para incentivar as exportações, também levou a um choque negativo no apetite de risco e elevou a preocupação de contaminação no crescimento global.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) previu em seu último relatório que a China deve crescer 6,8% em 2015 – a menor taxa anual para o país em 25 anos. Entenda o que está acontecendo na economia chinesa.

Fonte: G1, em São Paulo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com