Estado Islâmico dá novo ultimato para libertar japonês e jordaniano

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) deu um novo prazo “até o pôr do sol” desta quinta-feira (29) para a libertação da ativista Sajida Al-Rishawi, que evitaria as execuções de um jornalista japonês e um piloto jordaniano mantém como reféns.

De acordo com o SITE, organização que monitora a atividade de fóruns ‘jihadistas’ on-line, contas ligadas ao grupo jihadista no Twitter publicaram uma mensagem de áudio na qual supostamente se escuta a voz do jornalista japonês Kenji Goto expondo as novas exigências do grupo.

“Se Sajida Al-Rishawi não estiver pronta para ser libertada, em troca de que se me perdoe a vida, na fronteira turca na quinta-feira, 29 de janeiro, ao pôr-do-sol, hora de Mossul, o piloto jordaniano Moaz Kasasbeh será executado imediatamente”, afirma o áudio.

O governo japonês considerou como autêntica mensagem divulgada pelo grupo em relação ao jornalista japonês e ao piloto jordaniano que os jihadistas mantêm como reféns. “Analisando todas as informações, parece ser a voz de Goto, mas desconhecemos a data em que foi realizada a gravação”, disse em entrevista coletiva o ministro porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga.

“Estamos nos esforçando para conseguir libertá-lo o mais rápido possível porque acreditamos que está vivo”, respondeu Suga ao ser questionado se o Executivo considera que o jornalista permanece com vida. Um porta-voz do governo japonês relatou à agência ‘Kyodo’ que o Executivo estima que o pôr do sol mencionado na mensagem será por volta da meia-noite do Japão (13h no horário de Brasília).

Ao contrário das mensagens anteriores, nas quais se via uma imagem fixa de Goto, nesta ocasião se vê um texto escrito em árabe acompanhado pela voz do jornalista lendo a mensagem em inglês.

Acordo
O governo da Jordânia disse por meio de um porta-voz nesta quarta-feira (28) que o país está pronto para entregar a iraquiana Sajida al-Rishawi, presa por tentar realizar um ataque suicida, em troca da libertação de um piloto jordaniano capturado pelo grupo Estado Islâmico (EI).

“A Jordânia está disposta a libertar a prisioneira Sajida al-Rishawi se o piloto jordaniano for libertado são e salvo”, declarou o porta-voz do governo, Mohammad al-Momeni, segundo a televisão jordaniana. Nada foi dito pelo porta-voz acerca do refém japonês Kenji Goto, também em poder do grupo radical.

Com 44 anos, Sajida al-Rishawi está detida em uma prisão jordaniana desde a sua condenação à morte, em setembro de 2006, por atos terroristas que remontam a 9 de novembro de 2005. “Desde o início, a posição da Jordânia foi garantir a segurança de nosso filho, o piloto Maaz al Kassasbeh”, disse o porta-voz citado pela televisão.

Em sua conta no Twitter, o ministro jordaniano das Relações Exteriores, Nasser Judeh, pediu “provas de que o herói Maaz está vivo”. O EI não respondeu a esta solicitação.

Imagem retirada de vídeo no Youtube publicado nesta terça (27)  em que Kenji Goto aparece segurando uma foto do que parece ser o piloto  Mu'ath al-Kaseasbeh (Foto: AP)
Kenji Goto segura foto do que parece ser o piloto
Mu’ath al-Kaseasbeh (Foto: AP)

Entenda o caso
O Estado Islâmico ameaçou executar o refém japonês e o piloto se Amã não libertar a jihadista presa e condenada à morte, segundo um vídeo publicado na internet nesta terça-feira (27).

O vídeo, postado em sites jihadistas, mostra uma foto de Goto segurando a foto de al-Kasaesbeh, com a suposta voz de Goto formulando a ameaça. Sua autenticidade não pode ser imediatamente verificada. Autoridades japonesas se reuniram para avaliar a autenticidade.

O Japão prometeu trabalhar com a Jordânia para conseguir a soltura dos dois reféns após a morte de outro japonês na semana passada, mas reiterou que não vai ceder ao terrorismo.

Na manhã desta quarta-feira, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, classificou de vis as ameaças do EI e pediu ajuda à Jordânia para libertar Goto.

Os militantes radicais capturaram um piloto jordaniano após a queda de seu avião durante uma operação da coalizão liderada pelos Estados Unidos no leste da Síria em dezembro.

Fonte: G1, em São Paulo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com