Sampaio Corrêa vence o Vitória (BA) por 2 a 0 pela Série B

O Sampaio Corrêa ignorou a forte chuva que atingiu Salvador na tarde deste sábado e venceu o Vitória no Barradão pelo placar de 2 a 0, na primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O atacante Robert e o meia Valber marcaram os gols do Tricolor, em jogo que foi marcado pelos protestos da torcida baiana.

O triunfo fora de casa é um bom cartão de visitas para o técnico Léo Condé. Vice-campeão mineiro com a Caldense, o técnico foi anunciado na última sexta-feira e assume o Sampaio Corrêa na próxima semana como líder da Série B. Arlindo Maracanã, interino neste sábado, volta ao papel de jogador com a certeza de dever cumprido.

No Vitória, a sensação é de que o inferno astral não tem data para chegar ao fim. Após a eliminação da Copa do Nordeste, o Rubro-Negro teve 25 dias de intertemporada para se preparar para a Série B. O período exclusivo para treinos, contudo, não foi suficiente para eliminar os erros que atormentam o time desde o início do ano. A derrota deste sábado colocou o time baiano na lanterna da Segundona.

No meio da próxima semana, Vitória e Sampaio Corrêa disputam jogos pela Copa do Brasil. O time maranhense enfrenta o Palmeiras na terça-feira, às 21h50 (horário de Brasília), em São Paulo. O primeiro duelo entre os dois times terminou empatado em 1 a 1. Na quarta-feira, às 19h30, é a vez do Rubro-Negro encarar o ASA, no Municipal de Arapiraca.

Sampaio joga no barradão contra Vitória (Foto: Reprodução/ TV Mirante)
Técnicos apostaram em estratégias diferentes e Arlindo Maracanã levou a melhor (Foto: Reprodução/ TV Mirante)

Estratégias diferentes

Os dois técnicos apostaram em estratégias diferentes para a partida deste sábado. Claudinei Oliveira optou por ter apenas Amaral como homem de marcação no meio de campo. O técnico rubro-negro escalou quatro meias para tentar municiar o atacante Elton. No Sampaio Corrêa, o interino Arlindo Maracanã apostou na segurança de três volantes com a movimentação constante de Robert e Pimentinha. A tática rubro-negra foi mais eficaz no início. Jorge Wagner desperdiçou pelo menos três chances de abrir o marcador. Em uma delas, o experiente meia recebeu cruzamento de Escudero e completou de primeira. A bola tocou no travessão antes de sair pela linha de fundo. O plano do Tricolor, no entanto, é que saiu vencedor no primeiro tempo. Em cobrança de escanteio, Edvânio cabeceou a bola na trave. Na sobra, Robert, na pequena área, teve apenas o trabalho de escorar a redonda para o fundo das redes e sair para o abraço.

Protestos da torcida

Para o segundo tempo, Claudinei Oliveira decidiu mudar. Dakson e Jorge Wagner foram substituídos por Flávio e Rhayner. O Vitória até deu indícios de que poderia evoluir, mas Valber eliminou qualquer resquício de esperança do Rubro-Negro. Após falha de Escudero na saída de bola, o meia tricolor chutou forte de fora da área, no canto. Fernando Miguel tentou tirar, mas só conseguiu buscar a bola no fundo do gol. Com o Sampaio Corrêa em vantagem e o Vitória sem esboçar reação, os 5.340 torcedores presentes no Barradão abriram espaço para os protestos. Vários rubro-negros ficaram de costas nas arquibancadas. Os gritos de “olé” se multiplicavam cada vez que o time maranhense trocava passes. Sobrou também para a diretoria do Leão, “rebaixada” para a terceira divisão nos cânticos dos torcedores. O Sampaio Corrêa ainda desperdiçou várias chances com Pimentinha, Diones e Edgar. Os gols perdidos, contudo, não fizeram falta ao Tricolor, que voltou para casa com os três pontos e o bom início na Série B.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com