Protagonista de repente, Kashima atrai imprensa após classificação para final

De mero “convidado”, como campeão do país anfitrião, o Kashima Antlers passou ao papel de protagonista do Mundial de Clubes em apenas 90 minutos, depois de vencer o Atlético Nacional por 3 a 0 na última quarta-feira e ganhar uma vaga para decidir o torneio contra o badalado Real Madrid, no domingo. E a posição de destaque, naturalmente, fez com que a atenção dos veículos que cobrem o Mundial também passassem a abrigar o time nipônico. Em seu primeiro treinamento após a classificação para a decisão, nesta sexta-feira, em Yokohama, o Kashima atraiu mais de 40 jornalistas.

Kashima Antlers treino Yokohama Mundial de Clubes  (Foto: Jorge Natan)
Kashima atrai atenção da imprensa ao chegar à final do Mundial de Clubes (Foto: Jorge Natan)

No grupo de interessados pelo trabalho do elenco da equipe japonesa, a maioria era justamente da imprensa nacional – que vinha dando atenção, principalmente, a Real e Nacional. Entre os presentes ao treinamento, o repórter do jornal “Marca” Juan Ignacio Garcia Ochoa foi um dos que precisou mudar de planos e dar atenção ao time japonês por conta do resultado surpreendente nas semifinais.

– Conheci o Kashima há 15 dias, quando soube que viria ao Mundial de Clubes e comecei a reunir informações, caso chegasse à final. Mas também não reuni muitas, pois todos pensávamos que o adversário na final seria o Atlético Nacional. Mas estamos tendo um curso acelerado de Kashima Antlers. Eu esperava menos gente, mas, afinal, vão jogar contra o Real Madrid. Acho que ninguém imaginava que um dia um time japonês iria jogar uma final contra o Real Madrid – disse o jornalista, que vê os japoneses com apenas 1% de chance de vencer os merengues.

Kashima Antlers treino Yokohama Mundial de Clubes  (Foto: Jorge Natan)
Treino “fechado” podia ser visto por quem passava em parque em Hodogaya (Foto: Jorge Natan)

O treino foi realizado em um pequeno campo no bairro de Hodogaya, perto do centro de Yokohama – um local com estrutura bem abaixo da que o Real Madrid tem disponível para si na mesma cidade, no Mitsuwa Stadium. A Fifa define os campos de treinamentos de cada equipe nas sedes do Mundial bem antes da competição, deixando os locais mais bem-estruturados para europeus e sul-americanos.

O campo de Hodogaya – localizado no centro de um parque público onde a grande atração é uma arena de beisebol – conta com uma estrutura tão simples que, apesar do treinamento ser aberto à imprensa apenas em seus 15 minutos iniciais, qualquer pessoa que passasse em volta do local poderia observar a atividade do Kashima através das grades. Para iluminar os últimos minutos de trabalho, quando já anoitecia na cidade, foram alugados refletores que ficavam em guindastes.

Em campo, o Kashima procura trabalhar principalmente a preparação física, uma vez que é o time que apresenta maior desgaste neste Mundial de Clubes. Consagrado vencedor do Campeonato Japonês há apenas duas semanas, o time anfitrião já entrou em campo três vezes no torneio, eliminado Auckland City, Mamelodi Sundowns, além do Atlético Nacional. Na reta final da atividade, o foco ficou nas bolas áreas ofensivas e nos chutes de fora da área.

Fonte: Yokohama, Japão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com