Pacotão do Fla: Luxa na bronca com juiz, pisão de Cirino e castigo no fim

A vitória veio, mas a classificação antecipada à segunda fase da Copa do Brasil escapou aos 47 minutos do segundo tempo. O gol de Nena pôs fim ao plano do Flamengo de eliminar o jogo de volta, dia 18 de março no Maracanã, o que aliviaria o calendário. Mesmo assim, o resultado, com gols de Alecsandro e Pará, dá boa vantagem para enfrentar Piauí ou Salgueiro (veja melhores momentos abaixo).

O Flamengo passa de fase com empate ou vitória na próxima partida. Pode ainda perder por 1 a 0. O Brasil tem de vencer por dois de diferença. Ou por um a partir do 3 a 2. Se o time gaúcho ganhar por 2 a 1, a vaga será decidida nos pênaltis.

LUXA NA BRONCA

O Flamengo venceu por 2 a 1, fora de casa, e tem a vantagem de se classificar à segunda fase da Copa do Brasil até perdendo por 1 a 0 no Rio. Vanderlei Luxemburgo, porém, ficou na bronca com a arbitragem do confronto com o Brasil, disputado na noite desta quarta-feira, em Pelotas. No primeiro tempo e após o apito final, reclamou do juiz Vinicius Furlan, de São Paulo. O treinador rubro-negro não gostou de uma suposta tentativa dos atletas xavantes de condicionar a arbitragem e da falta de Pará, que originou o gol de Nena, já nos acréscimos ao fim da partida.

CIRINO PISA NA BOLA

Paulo Victor fez milagre ao defender chute de Washington. No contragolpe, Arthur Maia quase marcou. Eduardo Martini se esticou todo para espalmar. No rebote, a bola se ofereceu a Marcelo Cirino. Livre de marcação, o atacante perdeu a chance de marcar o 3 a 0 e, praticamente, garantir a classificação antecipada à segunda fase. Tudo porque pisou na bola.

FALTAS EM EXCESSO

Flamengo foi o time mais faltoso – 16 contra 11 do Brasil. Foi uma das maneiras de controlar a pressão do time local. Ela surtiu efeito, afinal, o time carioca correu poucos riscos. Wallace, Pará e Eduardo da Silva levaram cartão amarelo.

PARABÉNS A EDUARDO DA SILVA

O gol foi de Alecsandro, mas Eduardo da Silva ganhou a festa. Na noite em que completou 32 anos, o meia-atacante foi homenageado pelos companheiros na comemoração do gol do centroavante. Foi o caminho aberto para a vitória rubro-negra, que ainda ampliou com Pará.

VAGA ESCAPA NO FIM

Até os 47 minutos do segundo tempo, o Flamengo vencia por 2 a 0. Estava classificado, sem a necessidade do jogo de volta. Mas Pará fez falta em Washington. Rafael Forster cobrou, Paulo Victor não alcançou e Nena marcou de cabeça. A vaga escapou no fim.

Fonte:  Rio de Janeiro
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com