Grata ao Barcelona, Chapecoense se frustra com ofertas de times brasileiros

Os dias que se seguiram ao acidente com o avião da Chapecoense foram de comoção e gestos de solidariedade. Para ajudar a reconstruir o elenco devastado com 19 mortos e três jogadores gravemente feridos, clubes do Brasil manifestaram em notas oficiais a intenção de ajudar com o empréstimo de atletas. A realidade, porém, não tem sido bem essa.

A diretoria da Chape não admite publicamente, mas está decepcionada com os tipos de oferta que já recebeu. Na visão deles, os demais clubes estão mais tentando se livrar de peças que, por diversos motivos, como alto salário ou mau comportamento, se tornaram um peso em seus plantéis, do que realmente interessados em ajudar a formar um time competitivo.

Ninguém, na visão da Chape, ajudou mais até agora do que o Barcelona. Por meio do ex-lateral-direito Belletti, hoje comentarista do SporTV, o clube catalão teve um representante próximo, ofereceu ajuda institucional, financeira, e convidou a equipe catarinense para a disputa do Troféu Joan Gamper, torneio amistoso disputado anualmente desde os anos 60.

+ Lista de reforços de diretor falecido guia montagem da nova Chapecoense
+ Diretor diz que nova Chape terá força, velocidade, e cogita “craques” no time

A Chapecoense aceitou o convite e o usa como mais um argumento na tentativa de atrair jogadores: ter a oportunidade de enfrentar Messi, Neymar, Suárez e companhia, no Camp Nou, contra um dos melhores times do mundo.

Internamente, foram feitos elogios à declaração do diretor executivo de futebol do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, que, dois dias depois do acidente, disse que o empréstimo de jogadores era difícil, pois ele se recusaria a oferecer alguma peça que não é útil ao elenco de seu clube. Na visão de membros do futebol da Chape, é isso que acabou acontecendo.

Observar listas de empréstimos de grandes do país não é novidade para o time de Chapecó, que agora, obviamente, precisa fazer isso com mais intensidade. No início deste ano, relatórios que chegaram de outros clubes sugeriam atletas à disposição, mas poucos interessavam.

O departamento de futebol está preocupado com o início da temporada 2017, marcado para dia 3 de janeiro. Eles querem entregar ao técnico Vagner Mancini um número de jogadores que o possibilite iniciar a pré-temporada em mínimas condições. Atualmente, a Chapecoense conta com nove contratados, sendo que oito apenas pelos próximos 18 dias. O argentino Martinuccio é o único garantido para o ano que vem.

Fonte: Chapecó, SC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com