A maranhense Iziane Castro pode voltar a seleção brasileira para Olimpíadas no Rio de Janeiro

  1. A maranhense Iziane Castro pode voltar a seleção brasileira de basquete e ser um dos grandes nomes nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Ela concluiu recentemente sua quarta temporada na LBF pelo Maranhão Basquete, time que representa seu estado. Na liga americana WNBA foram 11 anos. Uma carreira marcada por conquistas e polêmicas.
iziane Jogo das Estrelas Basquete LBF brasil x LBF mundo (Foto: Celio Messias/inovafoto)
Iziane pode voltar a vestir a camisa da seleção e ir aos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro (Foto: Celio Messias/inovafoto)

Aos 33 anos, Iziane mostrou nos jogos da Liga de Basquete Feminino (LBF) que manteve o bom nível técnico e ficou uma jogadora mais importante ainda pela experiência adquirida em mais de 15 anos de basquete. Atualmente a seleção brasileira feminina é treinada por Luís Augusto Zanon.

Na LBF deste ano, a maranhense foi mais uma vez o destaque. Com 433 pontos em 21 jogos, Iziane foi a cestinha da competição nacional. Para se ter ideia da distância entre ela e as concorrentes, a segunda maior pontuadora foi Chloe, do Barretos, que marcou 369 pontos em 20 jogos.

Ainda não estou autorizado a falar sobre o assunto
Iziane

Ela está em São Luís aguardando o direcionamento da Confederação Brasileira de Basketball (CBB).

– Ainda não estou autorizado a falar sobre o assunto. Espero a confirmação de mais detalhes ainda esta semana como o dia e o local para o começo dos treinos. Acredito que os treinos serão em Campinas (SP) – disse Iziane.

POLÊMICAS

Mesmo mostrando ser uma das grandes atletas da história do basquete brasileiro, as passagens de Iziane pela seleção também são repletas de confusões. Em 2004, nas Olimpíadas de Atenas, a ala tinha 22 anos e foi uma das principais jogadas na campanha que rendeu o quarto lugar ao Brasil. O problema foi que nas edições seguintes dos Jogos Olímpicos – Pequim, em 2008, e Londres, em 2012 – a atleta não foi convocada devido a atos de indisciplina.

Em 2008, quando o time jogava o pré-olímpico na Espanha, ela se recusou a entrar em quadra quando foi chamada pelo então treinador Paulo Bassul. Em 2012, o problema foi na concentração da seleção. Ela levou o namorado para dormir no hotel da delegação, o que quebrou uma regra determinada pela CBB.

Voltar a seleção logo nos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, seria a concretização de um sonho revelado ano passado pela jogadora. Ela publicamente pediu mais uma chance e disse que se voltasse “seria maravilhoso jogar as Olimpíadas do Rio. Uma boa retirada. Eu teria uma idade boa para me aposentar da seleção (34 anos) e seria maravilhoso fechar, quem sabe, com a medalha em casa”.

Fonte: São Luís

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com