gov
Município de Fernando Falcão – barradocorda.com – Ribamar Guimarães – “o bom maranhense”
Publicado em: 3 de abril de 2015 - 09:16

Município de Fernando Falcão

Por: Elizete Delgado

Quem viu a reportagem sobre o caminho da fome apresentando o Município de Fernando Falcão como o pior lugar para se viver, dá uma dor no coração, uma tristeza.

A estrada de terra – rodeada de lixo – é o único acesso a Fernando Falcão, que tem cerca de 9000 habitantes.

O Fantástico mostrou como estão as investigações nos outros quatro municípios mais carentes do país.

Começando por Fernando Falcão, no Maranhão: o segundo pior IDH do Brasil.

A estrada de terra – rodeada de lixo – é o único acesso a Fernando Falcão, que tem cerca de 9000 habitantes.

Em 2000, o Governo Federal mandou R$ 583 mil para um programa de geração de renda, que poderia ajudar pessoas como Franciele. Até hoje, o Ministério Público Federal quer saber o que foi feito com o dinheiro. Na época, o prefeito era Zeferino Almeida.

“A corrupção diminuirá quando houver menos pobreza”, destaca o diretor da Transparência Brasil.
O desenvolvimento traz uma necessidade maior de haver eficiência no gasto público.

Repórter Record Investigação mostra que Fernando Falcão é o pior lugar para se viver no Maranhão

Na Estrada da Fome o Repórter Record Investigação de segunda feira (23),  foi ao município de Fernando Falcão e afirmaram que é o pior lugar para se viver.  A reportagem foi gravada no povoado dos Arrudas, onde acompanharam a rotina da família de Carmem, mãe de 5 filhos.

Francilene tem duas filhas e ganha, em média, 30 reais por mês. “Tem dia que a gente passa como Deus quiser”, relata.

Após três meses de investigação, os repórteres Daniel Motta e Heleine Heringer enfrentaram quase cinco mil quilômetros de estradas esburacadas e de terra para chegar às cidades mais isoladas e pobres do Brasil. O programa mostra depoimentos inéditos sobre a luta permanente e desesperada dessas famílias para conseguir se alimentar e revela a face mais cruel da fome: a exploração sexual de meninas em troca de comida.

Repórter Record Investigação mostra que Fernando Falcão é o pior lugar para se viver no Maranhão

Na Estrada da Fome o Repórter Record Investigação de segunda feira (23),  foi ao município de Fernando Falcão e afirmaram que é o pior lugar para se viver.  A reportagem foi gravada no povoado dos Arrudas, onde acompanharam a rotina da família de Carmem, mãe de 5 filhos.

O programa mostrou também os municípios de Centro do Guilherme, Belágua e Marajá do Sena..

Sensacionalismo barato, não é só no maranhão e nem em Fernando Falcão que existe pobreza, essa praga existe em todo o território nacional, o IBGE diz uma coisa e a mídia vem mostrar o que eles dizem, logico que eles não vão desmentir o instituto com maior credibilidade do pais, então é bem logico que eles procurem os moradores das áreas mais remotas do município, e fazem a matéria de acordo com o que eles vieram procurar.
mais também não podemos negar que existe miséria em Fernando Falcão, assim como existe nas maiores metrópoles do pais, isso é uma herança dos administradores que não souberam a administrar o dinheiro publico.

Dados da Mantenedora

Mantenedora:

Responsável – MARANHAO

Nome Empresarial

CNPJ:

Retenção de Tributos:

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

01612667000108

UNIDADE PUBLICA

Logradouro:

Número:

Complemento:

Bairro:

RUA ALTINO RESPLANDES

0

CENTRO

Município:

CEP:

UF:

Região de Saude:

Telefone:

FERNANDO FALCAO

65964000

MA

16

98 643-1670

Agência:

Conta Corrente:

Natureza Jurídica:

0782X

205079

ORGAO PUBLICO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL

Tipo do Fundo:

CNPJ do Fundo:

Municipal

11163577000130

Mantidos

CNES

Nome Fantasia

Razao Social

2463369

UNIDADE BASICA DE SAUDE JOSE ZACARIAS ALMEIDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

3068188

UNIDADE BASICA DE SAUDE DA FAMILIA MARIA ALVES SANTIAGO

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

2463458

POSTO DE SAUDE DA ALDEIA PORQUINHOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

2463431

POSTO DE SAUDE DE BURITI

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

7041764

UNIDADE MOVEL DE ODONTOLOGIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

7325738

POSTO DE SAUDE BOCA DA MATA

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

7325746

POSTO DE SAUDE DO SITIO DOS ARRUDAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

2463466

POSTO DE SAUDE DE ALDEIA ESCALVADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

6595766

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE DE FERNANDO FALCAO

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

7639724

HOSPITAL GERAL DE FERNANDO FALCAO

PREFEITURA MUNICIPAL DE FERNANDO FALCAO

TOTAL

10

Site indisponível!

Suporte: 98-88189338 / sac@siganet.net.br/ www.siganet.net.br

Clique aqui para acessar a área restrita!

FERNANDO FALCÃO

No interior do Maranhão, o dinheiro é tão curto que é raro ter ao mesmo tempo banheiro dentro de casa e máquina de lavar. Na cidade com o segundo pior Índice de Desenvolvimento Humano Municipal no ranking brasileiro, desconsidere supermercado, Banco do Brasil, casa de show, salão de beleza e pracinha. Impossível ostentar em Fernando Falcão, lugar com 10 mil habitantes e nove ruas, cinco de terra batida. “É difícil até dizer quem é rico”, constata coçando a cabeça o pastor da Assembléia de Deus Rafael Borralho, de 40 anos, pego de surpresa com a questão.

Mesmo em um cenário improvável, há quem se diferencie. Entre os mais ricos de Fernando Falcão, está a família de Valdecir Araújo. Ele e a mulher, Aldarlete Reis, ambos de 39 anos e com três filhos, ganham juntos R$ 3 mil mensais. Concursados do município, Valdecir é agente administrativo da Secretaria de Saúde; Aldarlete dá aulas de ciência e filosofia para o ensino fundamental. A família vive no Bairro Novo, que concentra grande número de casas em construção, uma escola instalada há dois anos e um hospital ainda sem data para ser inaugurado. No terreno onde moram, duas motos dividem espaço com um pequeno pomar, uma criação de galinhas e uma máquina de lavar nova. Dentro de casa, uma suíte, sala com TV, o quarto dos filhos, um banheiro menor, a cozinha com geladeira, freezer, fogão e micro-ondas e uma sala de jantar.

TQ 03.09.2014 MARANHÃO ESPECIAL DOMINICAL ALIÁS EXCLUSIVO EMBARGADO Duas equipes de repórter e repórter fotográfico percorreram cidades no estado do Maranhão, Acre, Rio Grande do Sul e Minas Gerais para desvendar personagens e histórias por trás de alguns dados do censo de 2000 e 2010 do IBGE. Matéria com dados do Censo 2000 e 2010 que diagnosticou a cidade de Fernando Falcão (MA) como o lugar do rico mais pobre do país. Na foto cenas da família de Valdecir. Casal Aldarlete da Silva Reis, 39 anos e Valdecir Belisario de Araujo, 39 anos com os filhos Iana Reis de Araujo, de 10 anos, Vauan Reis de Araujo, de 12 anos e Antonio Rian Reis de Araujo, de 7 anos. FOTO TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Do lado de fora, anexa à entrada, funciona a lanchonete da família, bastante frequentada. O lucro do negócio ainda não engorda os bolsos do casal. Além de instável, é revertido na quitação de empréstimos recentes. Ao todo, devem R$ 20 mil. Foram pelo menos sete empréstimos para comprar as motos e os eletrodomésticos usados no comércio, além da ampliação da casa e da construção da casinha de veraneio em Barra do Corda, a 90 km.

“Só começamos a fazer empréstimo quando passamos no concurso; aí podíamos pagar”, diz Valdecir. O mais recente foi para investir em uma piscina de bolas, um tobogã e uma cama elástica e montar um parque infantil no galpão, erguido também com dinheiro emprestado, cujo aluguel a família negocia com a prefeitura.

O lazer da família se assemelha à diversão do restante da cidade: o banho no balneário nos fins de semana, as festas da igreja, a janta na lanchonete. A diferença é que Valdecir e Aldarlete costumam fugir, uma vez por mês, para a casa em Barra do Corda.

Valdecir morou nessa cidade antes de virar empreendedor. Dividia o tempo entre cortar grama por R$ 120 e as aulas do Ensino Médio. A estratégia de buscar em Barra do Corda educação mais qualificada deu certo. E deve ser repetida com os filhos.

Mas poucos conseguem bancar essa empreitada em outra cidade. O isolamento de Fernando Falcão é agravado por uma estrada de terra avermelhada e precária que liga o município à Barra do Corda num percurso que leva três horas. O asfalto deve chegar em 2016. Por enquanto, o deslocamento é feito por parturientes equilibradas na garupa de motos; motoristas com carros fretados por comerciantes, que preferem se abastecer na cidade-mãe; profissionais da saúde que voltam para casa nos finais de semana; e policiais que encaminham casos de delito à delegacia de Barra do Corda.

Questionada sobre a ausência de serviços fundamentais em Fernando Falcão, a secretária de Administração, Rosângela Cavalcante, irmã do prefeito Adailton Cavalcante (PMDB), repete: “Não temos ainda, mas há projeto”. É o caso do calçamento das ruas, já licitado, e da construção de uma praça, ainda no papel. Esgoto não tem, mas segundo Rosângela, todas as casas são abastecidas por água encanada. “O problema é o desperdício. Além disso, não há água todo tempo, por isso precisam de caixa d’água para armazenar.”

Na residência de Valdecir, a caixa d’água não impede restrições. O reservatório só enche por 30 minutos e em três momentos – às 6h30, 10h30 e 14h. No restante do dia, se acabou a água, ninguém toma banho ou lava louça até a manhã seguinte. O agente administrativo sabe que, fora de Fernando Falcão, a cidade é conhecida pela baixa qualidade de vida. Ele discorda. “Não somos pobres. Se fosse a cidade mais pobre, não teria água, nem gado, nem terra para trabalhar. Mas todo mundo vive bem. Quer dizer, quase todo mundo. Todos têm sua casa. Você não vê gente morando na rua.”

Exibindo 4 comentários
Dê sua opinião
  1. Viviane disse:

    Estou de coraçao partido em ver tantas pessoas passando fome tenho poucas condiçoes mas gostaria de ajuda alguma familia dessas como faço alguem pode me da uma ideia?

  2. Mamamama disse:

    Como eles sobrevivem ? Trabalho

  3. prof. Rosildo disse:

    O certo mesmo seria tirar esse bando de corruptos do poder, que só se preocupam com eles e familiares, enriquecendo ilicitamente. Isso infelizmente é uma vergonha para o nosso estado.

  4. Elizete disse:

    Ribamar apenas copiei reportagens que pesquei na internet.
    Pretendemos iniciar uma grande campanha de apoio a população de Fernando Falcão. Ainda não sabemos como, os jovens já estão se mobilizando arrecardando alimentos para cestas bãsicas. Eu pense que só isso não é suficiente, precisa mais.

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Rádio

Enquete

COMO VOCÊ AVALIA A ATUAL ADMINISTRAÇÃO DE BARRA DO CORDA?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Videos

Facebook