Ano letivo inicia com atraso na rede municipal de ensino do Maranhão

O ano letivo na rede de ensino municipal, na maioria das escolas, começou agora. No interior do estado são muitos os problemas que os alunos enfrentam. Desde a falta de infraestrutura nos prédios até escassez de merenda escolar. Como é caso do povoado Alto da Paz, zona rural de Conceição do Lago-Açu, a 365 km de São Luís. No local, a casa do lavrador José Benedito serve como uma escola para uma turma de mais de 20 crianças. Consciente das poucas condições ele espera que um dia o poder público construa uma escola de qualidade para as crianças. “A gente espera que seja feito um colégio para as crianças estudarem e que tenha um conforto”.

Em Caxias, a 360 km de São Luís, os estudantes da rede municipal também enfrentam problemas pela falta de infraestrutura nas escolas. Na escola de ensino fundamental Maria Alice Cavalcanti, que fica no povoado Aliança, zona rural da cidade, não existe lugar para colocar o material escolar, parte da sustentação do telhado está cedendo e os banheiros não possuem higiene. Situação que deixa revoltada Antônia Pequeno, mãe de um aluno da região. Ela diz que os alunos ficam molhados quando chove e teme pelo risco do filho ser picado por cobras e ratos.  “Já está com 6 anos que eu moro aqui e  realidade é essa. Não tem porta e quando chove eles se molham. Tem cobra, rato. Tudo dentro desse colégio”, desabafa.

Em Codó, a 290 km da capital maranhense, os alunos também enfrentam problemas desde o início de ano letivo. Dentre eles, destaque para a ausência de professor na escola Novo Horizonte. Maria Raelma Alves, mãe de um discente, afirma que nenhum novo professor foi designado para o município desde a saída do último. “Tiraram o professor daqui e colocaram em outra localidade e nós ficamos sem professor. Ninguém sabe quando vem outro e as crianças estão sem aula”.

Sobre os problemas identificados nas regiões, o promotor de justiça Paulo Avelar afirma que o órgão irá averiguar todas as situações, e iniciará um procedimento a fim de adotar todas as providências cabíveis para solucionar os problemas registrados nos municípios citados.

“São casos específicos e situados em alguns municípios do estado. São situações que não podem acontecer. É uma situação crítica que precisamos sanar imediatamente. O Ministério Público ao tomar conhecimento desta denúncia irá convidar o gestor público a fim de que ele preste contas e explicações a respeito da ausência deste tipo de política pública que tem sido posta na escola. O promotor de justiça vai estourar um procedimento e vai adotar todas as providências cabíveis para que essa situação seja sanada de imediato e não se repita mais”.

Fonte:  G1 MA , com informações da TV Mirante

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com