Tucanos respiram aliviados com envio do caso Alckmin para Justiça Eleitoral, mas temem desgaste político

Integrantes da cúpula do PSDB respiraram aliviados com a decisão da ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinou que o inquérito que investiga o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin seja enviado à Justiça Eleitoral do estado.

Isso porque o caixa dois é considerado um crime eleitoral, e, portanto, de gravidade menor do que o crime de corrupção.

Mesmo assim, tucanos reconhecem que o desdobramento do caso na primeira instância terá desgaste político para Alckmin e será explorado na sucessão presidencial.

Alckmin deixou de ter o foro privilegiado do STJ ao renunciar recentemente o cargo de governador e por isso o seu caso passou para a primeira instância.

“Mesmo com a investigação na Justiça Eleitoral, haverá uma grande exploração política do caso na campanha presidencial”, reconheceu um integrante da Executiva do PSDB.

O inquérito foi aberto após a delação da Odebrecht. Delatores disseram que a construtora teria repassado mais de R$ 10 milhões para campanhas de Alckmin ao governo paulista em 2010 e 2014, e que as quantias não teriam sido declaradas na prestação de contas. Ainda segundo delatores, um cunhado do governador teria recebido, pessoalmente, parte desses valores.

O tucano foi oficializado como pré-candidato da legenda à Presidência da República após reunião da executiva nacional do partido em março.

Fonte: Blog Gerson Camarotti

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com