Trump ameaça mandar militares ao México para barrar ‘hombres maus’

WASHINGTON — O presidente Donald Trump ameaçou em um telefonema com seu homólogo mexicano, Enrique Peña Nieto, enviar tropas americanas para “parar ‘hombres’ maus lá embaixo”, a menos que os militares mexicanos façam mais para controlá-los. A informação veio de um trecho de uma transcrição da conversa que ambos tiveram na sexta-feira, obtida pela Associated Press.

O trecho do telefonema não deixou claro quem exatamente Trump considerava “hombres maus” (“bad hombres”, no original dito por ele), ou o tom e o contexto da observação. A observação de Trump sugere que ele está usando a mesma dura e direta conversa com líderes mundiais que ele usou em comícios de campanha

“Vocês têm um monte de ‘hombres maus’ aí embaixo”, disse Trump, segundo o trecho obtido de fontes sob anonimato. “Vocês não estão fazendo o suficiente para pará-los. Acho que seu Exército tem medo. Nosso Eeército não tem, então eu posso enviá-lo para resolver isso.”

Um porta-voz da Casa Branca não respondeu aos pedidos de comentários da agência. A chancelaria mexicana disse que a versão “é baseada em absolutas falsidades”, apesar de um relato semelhante ter chegado às mãos de jornalistas mexicanos nesta quarta-feira.

Durante a longa campanha eleitoral, Trump demonizou os imigrantes latino-americanos e colocou contra a parede o principal país de origem da comunidade hispânica dos EUA, o México. A única expressão em espanhol usada pelo então candidato republicano foi o depreciativo “bad hombres” — com a qual se referiu, durante o último debate presidencial com a democrata Hillary Clinton, aos imigrantes “ilegais perigosos” que prometeu deportar. Trump também criticou um de seus adversários, Jeb Bush, por falar espanhol durante a campanha.

Após a crise provocada pelo anúncio da construção do muro na fronteira, o presidente mexicano e Trump conversaram por telefone na manhã de sexta-feira passada. De acordo com um comunicado da Presidência do México, ambos “reconheceram suas claras e muito públicas diferenças de posição” sobre o muro que Trump quer construir na fronteira para conter a migração ilegal. Os dois também concordaram em resolver as divergências e “não falar mais publicamente” sobre o tema, declarou a Presidência.

150 aviões de combate

A estimativa mínima de US$ 12 bilhões para a construção do muro na fronteira com o México chamou a atenção. Com esse mesmo dinheiro, o presidente Donald Trump poderia fazer diversas outras coisas, entre elas comprar cerca de 150 caças de combate F-35.

As dez propostas mais controversas de Trump

Barrar muçulmanos

No dia seguinte ao ataque que matou 14 pessoas em San Bernardino (Califórnia), em dezembro de 2015, Trump pediu a proibição à entrada de muçulmanos nos EUA, como precaução — mesmo sem indicativos claros sobre a autoria do crime. Em 27 de janeiro, o presidente anunciou o endurecimento de controles migratórios para evitar o terrorismo islâmico.

Fonte: O GLOBO

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com