Teori lamenta vazamentos e diz que equipe analisará delações no recesso

O Ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), lamentou nesta segunda-feira (19) vazamentos de informações dos acordos de delação premiada de executivos e ex-executivos da construtora Odebrecht.

Em entrevista no plenário da Corte, o ministro afimou que ele e sua equipe trabalharão durante o mês de janeiro, período de recesso no Judiciário, para analisar toda a documentação das 77 delações repassadas nesta segunda pela Procuradoria-Geral da República.

Nas últimas semanas, trechos dos acordos de delação da Odebrecht foram divulgados pela imprensa e começaram a repercutir em Brasília (relembre mais abaixo)

“Pelo que eu vi não foi propriamente um depoimento que foi vazado. Pelo que eu vi. Mas de qualquer modo é lamentável que estas coisas aconteçam. É lamentável”, afirmou o ministro, falando sobre os vazamentos.

Questionado sobre se ele e sua equipe trabalharão em janeiro, Teori respondeu: “Vamos trabalhar. Dividindo um pouquinho [os trabalhos]. […] Nós temos trabalhado, juízes é que normalmente não trabalham. A minha equipe normalmente tem trabalhado. Em julho nós trabalhamos. Embora eu não esteja aqui sempre, eu monitoro e faço as coisas. Não vai ser a minha eventual ausência física de Brasília que vai atrasar”.

Ele foi indagado ainda sobre se pretendia ouvir novamente alguns dos delatores e sobre se seria possível que toda a análise e a homologação dos acordos poderiam estar prontos antes de fevereiro, mês em que as atividades no Judiciário são retomadas.

“Nós vamos seguir a lei. Não examinei ao material que vem, vou examinar. Mas vamos seguir aquilo que a lei manda. Em face dessa excepcionalidade, nós vamos trabalhar”, disse.

“Acho difícil que se consiga fazer isso [homologar os acordos antes de fevereiro] se é o volume de material que se diz. Porque também conheço por notícia. […] Eu não gostaria de fazer esse exercício de futurologia. […] Vou dar o ritmo normal. Mas, como eu disse, da parte que me toca, não vai ter atraso”, concluiu o ministro.

Fonte:  Mariana Oliveira, G1, Brasília

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com