Série mostra áreas úmidas do MA de importância internacional

O Maranhão visto do alto tem deserto, restingas, pantanal, savanas e floresta tropical, uma exuberância amazônica no nordeste do Brasil. Conservar bem esses ambientes tem efeito global. As reentrâncias maranhenses se estendem da península de Alcântara até a baía de Turiaçu e formam uma das maiores áreas úmidas do continente.

A área de proteção ambiental da baixada maranhense protege uma área úmida com mais de um 1,7 milhão de hectares. A convenção do único tratado ambiental global que cuida de um ecossistema particular influencia todas as regiões do planeta.

As áreas protegidas por lei no Maranhão somam mais de 76 mil km². A reserva biológica do Gurupi foi criada para conservar os 340 mil hectares de floresta amazônica. O Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba e o Parque Nacional da Chapada das Mesas protegem um dos maiores mananciais de agua doce do país, fonte de vida no cerrado.

No Maranhão um deserto com piscinas naturais impressiona. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses tem 155 mil hectares de pura beleza. A proteção desses ambientes teve efeito em todo o país. O Brasil conseguiu reduzir 38% das emissões de gases que provocam o aquecimento global entre 2005 e 2012.

O instituto que cuida da conservação da biodiversidade brasileira, ICMBio, estuda a criação de pelo menos cinco novas reservas extrativistas no Maranhão, um modelo que torna o ser humano cada vez mais responsável pela conservação da natureza.

Fonte:  G1 MA , com informações da TV Mirante

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com