gov
Reviva a história da Ferrovia São Luís/Teresina – em pesquisa do Professor Emérito – barradocorda.com – Ribamar Guimarães – “o bom maranhense”
Publicado em: 3 de setembro de 2020 - 12:43

Reviva a história da Ferrovia São Luís/Teresina – em pesquisa do Professor Emérito

A economia do Maranhão, no século XIX, era baseada na exportação do algodão, realizada por meio do transporte fluvial por companhias de navegação a vapor, no rio Itapecuru, que banhava as regiões produtoras, como o município de Caxias, até o porto de São Luís. A capital do estado também desenvolvia um parque industrial têxtil, mas era necessária uma forma de transporte mais eficiente.

Dessa forma, foi pensada uma linha férrea que unisse o principal centro produtor de algodão e o principal comprador, interligando os maiores núcleos urbana maranhense. Também deveria servir para outros produtos, em especial o babaçu, cujo óleo começava a ser adquirido pela Europa.

A ferrovia, teve o seu primeiro trecho aberto em 1895, ligando Caxias a São José das Cajazeiras (Timon). Em 1905, foi sancionada a lei federal nº 1.329, determinando a construção de uma ferrovia entre São Luís e Caxias, e o então presidente da república, Afonso Pena, visitou o estado e fez uma viagem pelo rio Itapecuru, na companhia do então governador Benedito Leite, constatando a dificuldade de navegação e autorizando a construção da estrada de ferro.  

Com a abertura da ponte sobre o Rio Parnaíba, somente em 1938 os trilhos os trilhos chegaram a Teresina, iniciando a ligação direta entre as duas capitais por trem. Os trens de passageiros rodaram até o ano 1991 pela linha e os cargueiros trafegam por ele até hoje. No maranhão, a ponte metálica Benedito Leite sobre o Estreito dos Mosquitos, ligando a ilha ao continente, só foi concluída em 1928. Antes da conclusão da ponte metálica sobre o Estreito dos Mosquitos, os trens partiam de São Luís, de uma estação provisória e trafegavam apenas até a Estiva onde era feita baldeação dos passageiros para o trecho seguinte da Ferrovia São Luís-Teresina.

A interligação ente a Estação João Pessoa da Capital de São Luís com a Estação Ferroviária da Capital de Teresina, parou de funcionar em 1986, quando a Estação João Pessoa  foi desativada e desocupada para restauração e suas atividades foram transferidas para o Bairro do Tirirical. Atualmente, a ferrovia é destinada principalmente para o transporte de combustíveis entre o Porto de Itaqui de São Luís a Teresina.

Em São Luís, a ferrovia se divide em dois ramais: um com destino com ao Porto do Itaqui, tendo esse trecho sido construído na década de 1970, contando com 17 km de extensão e bitola mista, permitindo a circulação dos trens da Estrada de Ferro Carajás, a partir do entroncamento na estação Pombinho; e outro ramal de 14 km, com destino ao bairro Tirirical, onde fica o Pátio Ferroviário da Transnordestina. A da locomotiva postada, é da Maria Fumaça, como era chamada, que fez por vários anos o trecho São Luís/Teresina/São Luis.

Pesquisa: Professor Emérito:

Benedito Gonçalves Lima/UEMA

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Rádio

Enquete

Você é a favor do isolamento social em época do Coronavírus?

  • Sim (100%, 7 Votos)
  • Não (0%, 0 Votos)

Total de votantes: 7

Carregando ... Carregando ...

Facebook

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com