PT decide apoiar André Figueiredo na eleição para presidência da Câmara

A Bancada do PT na Câmara decidiu nesta terça-feira (31), por unanimidade, apoiar a candidatura do deputado André Figueiredo (PDT-CE) à presidência da Casa. A eleição que vai definir a nova Mesa Diretora da Câmara está marcada para esta quinta (2).

Além de André Figueiredo, estão na disputa o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e os deputados Jovair Arantes (PTB-GO), Rogério Rosso(PSD-DF) e Júlio Delgado (PSB-MG).

Único candidato que faz oposição ao governo do presidente Michel Temer, Figueiredo tem buscado o apoio dos partidos que não integram a base de apoio ao Palácio do Planalto com o objetivo de levar a eleição para o segundo turno e chegar à presidência.

Desde que deputados começaram a lançar candidaturas, ao longo das últimas semanas, o PT passou a defender a regra da proporcionalidade para composição da mesa da Câmara – a legenda compõe a segunda maior bancada da Casa.

Em busca de cargos na mesa diretora, parte do PT, então, chegou a cogitar apoiar a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ), enquanto outra parte demonstrou aproximação à candidatura de Jovair Arantes (PTB-GO) – havia, também, que defendesse o apoio a André Figueiredo.

Tanto Maia quanto Jovair, contudo, faziam oposição ao governo Dilma Rousseff e votaram a favor do impeachment no ano passado, o que gerou críticas ao PT nas últimas semanas.

Pelo regimento da Câmara, a ordem de indicação de nomes para a Mesa Diretora deve respeitar o tamanho das bancadas ou dos blocos e, como o PT tem a segunda maior bancada, o partido buscava o direito de fazer a segunda escolha.

No fim de semana, porém, o presidente do PT, Rui Falcão, defendeu que a bancada petista na Câmara se aliasse a siglas como PDT, PCdoB, Rede e PSOL – todas de esquerda e que fazem oposição a Temer – para ter uma candidatura própria.

Até o momento, Figueiredo tem o apoio do PDT e do PT. O deputado disse que espera o apoio da Rede e do PSOL. Sobre o PCdoB, que vai apoiar Rodrigo Maia, demonstrou menor confiança. “Tenho expectativa ainda, mesmo que tênue, de que o PCdoB possa rever essa decisão”, disse.

O candidato do PDT reconheceu que a candidatura de Rodrigo Maia é “muito forte”, mas disse que espera chegar ao segundo turno. Ele lembrou que a candidatura de Maia está ameaçada por ações na Justiça que questionam a presença do atual presidente da Câmara na disputa.

Na tentativa de garantir um espaço na Mesa Diretora, o líder do PT, Carlos Zarattini (SP) informou que o partido vai formar um bloco com siglas da oposição ao governo Michel Temer, como o PDT e o PCdoB.

Fonte: Bernardo Caram, G1, Brasília

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com