Preso na zona rural de Barra do Corda, acusado de matar pedreiro será julgado nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira 30 de novembro, o Tribunal do Júri da cidade de Campo Maior julga o homem acusado de matar com oito facadas o pedreiro Luiz Gonzaga de Sousa Pinto. O réu apontado como autor do crime é Cristovam José da Silva, mais conhecido como ‘Pretinho’, que ficou foragido por 19 anos, mas foi preso em junho do ano de 2016, no Maranhão.

O crime aconteceu em 1998, no bairro de Flores.  Cristovam atacou a vítima, quando o mesmo seguia de bicicleta para a sua casa, na Rua Mestre Antônio Piau, aplicou as oito facadas e em seguida fugiu.

O crime, na época, teve grande repercussão e a polícia fez várias diligências para tentar capturar o acusado. O acusado tinha uma vida normal na zona Rural de Barra do Corda até que foi descoberto pela polícia, um ano antes da prescrição do crime de homicídio.

O juiz Múccio Miguel Meira já confirmou a realização da sessão do júri para o próximo dia 30 de novembro, no Fórum de Campo Maior. Os familiares do pedreiro morto, que querem a condenação do acusado, confirmaram a participação na sessão.

Mayara Dias com informações do Portal de Campo Maior

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com