Pesquisadores críticos à PEC do teto dizem que foram ‘constrangidos’ por direção do Ipea

A associação dos Funcionários do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Afipea) publicou, nesta sexta-feira, uma nota na qual afirma que os autores de um estudo crítico à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos foram constrangidos pela direção do órgão, que contestou a publicação e defendeu a proposta do governo.

O texto de dois pesquisadores do instituto foi publicado em setembro e aponta uma perda de até R$ 743 bilhões em recursos para a saúde com a PEC, aprovada em primeiro turno na última segunda-feira pela Câmara dos Deputados. A proposta é a principal medida do governo para o ajuste fiscal.

Nesta semana, o presidente do Ipea, Ernesto Lozardo, publicou uma nota afirmando que as análises sobre a PEC são de “inteira responsabilidade dos autores e não representam a posição” do Ipea. Ele lista dez pontos em que critica o trabalho dos técnicos. E afirma que a posição institucional do Ipea é favorável à PEC 241, “por entender que ela possibilitará o equilíbrio das contas federais e um novo círculo virtuoso de crescimento”.

No comunicado divulgado nesta sexta, a Afipea afirma que o estudo dos pesquisadores foi apresentado e debatido em reunião da diretoria colegiada, a convite da Presidência do Ipea.

“A Afipea considera que a nota técnica assinada pela Presidência do Ipea impõe constrangimentos à atuação dos pesquisadores da instituição no alcance de um dos seus principais objetivos finalísticos: ‘Contribuir para a qualificação do debate público quanto aos rumos do desenvolvimento do país e da ação do Estado’”.

A associação critica também o fato de o Ipea ter tomado uma posição institucional sobre o tema: “É essencial que um órgão público de Estado, como o Ipea, garanta a divulgação isenta de trabalhos realizados pelos pesquisadores que atuam na Casa”.

“Assim, a Afipea vem manifestar solidariedade e apoio ao grupo técnico envolvido nos estudos sobre a PEC 241 e repudiar o procedimento adotado pela Presidência do Ipea, comprometendo-se a permanecer vigilante em relação a quaisquer atitudes que impliquem constrangimento aos pesquisadores e desqualificação de seus trabalhos”, diz o texto.

Fonte: http://epocanegocios.globo.com/

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com