Para PGR, delação da Carioca reforça tese de afastamento de Cunha

A Procuradoria Geral da República (PGR) já tem motivos para aditar o pedido de afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com dados da delação da Carioca Engenharia e com o fato de ele agora ser réu por indícios de fraudes em requerimentos da Câmara.

No entanto, por decisão estratégica, a PGR não deverá fazer isso porque adiaria ainda mais a análise do caso pelo Supremo Tribunal Federal (STF), já que a defesa de Cunha teria que ser ouvida novamente. Segundo apuraram os jornalistas Mariana Oliveira, da TV Globo, eMarcelo Cosme, da GloboNews, a PGR acredita que, se for para afastar Cunha, isso acontecerá com os elementos apresentados anteriormente.

Mas, para integrantes da PGR, o Supremo pode tomar uma decisão que apenas impeça Cunha de assumir a presidência da República, já que ele é réu no STF, sem decidir por seu afastamento. Nos bastidores, o procurador-geral da República tem falado com ministros do STF sobre a necessidade de julgar o pedido de afastamento do presidente da Câmara.

Fonte: Gerson Camarotti do site www.globo.com

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com