Novo gênero de mosca é encontrado no Maranhão

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) divulgou nesta sexta-feira (16), que um novo gênero de um grupo de moscas que ocorre nos biomas Amazônia e Cerrado, no qual foram descritas cinco espécies novas, foi denominado por pesquisadores do Inpa e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema). O nome escolhido para o gênero foi Inpauema, em referência ao nome das duas instituições que participaram da pesquisa.

Neste gênero, foram descritas cinco espécies novas que receberam os nomes de: Inpauema mirador (para designar o local onde foi encontrada, no Parque Estadual do Mirador, no Maranhão); Inpauema catarinae (para homenagear a pesquisadora do Inpa Catarina da Silva Motta, in memoriam); Inpauema gaimarii (para homenagear o Dr. Stephen Gaimari, que vem contribuindo para o estudo das moscas); Inpauema raimundoluizi (para homenagear o professor da Uema, Raimundo Luiz Ferreira de Almeida); e Inpauema xavieri (para homenagear o técnico do Inpa, Francisco Felipe Xavier Filho, coletor de vários exemplares).

Mosca Inpauema (Em homenagem as duas instituições que participaram da pesquisa) (Foto: Divulgação/INPA)

Mosca Inpauema (Em homenagem as duas instituições que participaram da pesquisa) (Foto: Divulgação/INPA)

No Brasil, existem aproximadamente 12 mil espécies de moscas e mosquitos, mas as estimativas é que sejam mais de 50 mil só no nosso país, segundo o INPA. De acordo com a doutoranda em Entomologia do Inpa, Dayse Willkenia Almeida Marques, duas das espécies foram coletadas no Amazonas, duas espécies no Pará (destas uma também ocorre no Maranhão) e outra foi coletada somente no Maranhão.

“É uma família de moscas pouco representada nas coleções científicas pelo fato de seus representantes serem dificilmente coletados, portanto acaba sendo pouco estudada. O material que foi descrito neste artigo está depositado nas coleções do Inpa e na Coleção Zoológica do Maranhão (CZMA)”, explicou a doutoranda, que é orientada pelo pesquisador José Albertino.

De acordo com o INPA, gênero é uma categoria que reúne espécies próximas, aparentadas entre si; sendo comum descrever novas espécies e gêneros quando a espécie é pouco estudada, mesmo quando é composta por grandes grupos de organismos, como foi o caso da mosca Inpauema.

O pesquisador do Inpa e doutor em Entomologia, José Albertino Rafael, contou que a denominação dos novos gêneros é essencial o estudo das espécies.

“É importante que o ser humano entenda que todos os organismos têm uma função na natureza e, por isso, é primordial conhecê-los. Esse conhecimento começa em atribuir um nome científico para os organismos ainda desconhecidos pela ciência, que de acordo com o Código de Nomenclatura Zoológica, precisa ser universal, único e distinto”, declarou o pesquisador.

Fonte: G1 MA, São Luís

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com