‘Não sou racista’, afirma Trump sobre haitianos

WASHINGTON – Em resposta à polêmica causada por suas recentes declarações sobre o Haiti e nações africanas, que teria classificado como “países de merda”, o presidente americano, Donald Trump, afirmou a repórteres, durante a chegada a um jantar com o líder da Maioria na Câmara, Kevin McCarthy, num de seus clubes de golfe na Flórida: “Não sou racista”.

Trump teria feito os comentários sobre os países durante um encontro com líderes e senadores dos dois partidos no Salão Oval, no qual teria questionado a necessidade do país em aceitar mais imigrantes haitianos.

— Não sou um racista — afirmou na chegada ao clube. — Sou a pessoa menos racista que vocês já entrevistaram. Isso eu posso garantir.

Segundo as pessoas presentes na tal reunião, o chefe de Estado também questionou a admissão de mais haitianos aos Estados Unidos, e sinalizou que prefere a entrada de mais imigrantes de países europeus, como Noruega. De acordo com fontes ouvidas pela imprensa, Trump ficou frustrado com congressistas dos dois partidos — Republicano e Democrata — quando eles sugeriram o restabelecimento de proteções para imigrantes de Haiti, El Salvador e países africanos como parte de um acordo bipartidário de imigração, de acordo com pessoas informadas sobre a reunião e citadas pelo “Washington Post”.

Ainda que tenha negado o insulto, Trump evitou especular sobre o que teria ou não teria dito. O presidente já havia negado as acusações pelo Twitter: “A expressão usada por mim na reunião DACA foi dura, mas essa não foi a expressão usada. O que foi realmente duro foi a estranha proposta feita — um grande passo para trás para a DACA!”, afirmou Trump na rede social.

O senador Dick Durbin, o único democrata na reunião de quinta-feira passada, disse que Trump usou a expressão mais de uma vez.

A informação sobre o uso da expressão ofensiva se alastrou pelas redes sociais, gerando surpresa entre internautas e os próprios congressistas americanos. Uma autoridade de direitos humanos da ONU chamou de “racistas” e “vergonhosos” os insultos que Trump implicou não ter pronunciado.

Fonte:  AP

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com