gov
Jacob Barata mandou flores para Gilmar Mendes e sua mulher, diz Lava-Jato – barradocorda.com – Ribamar Guimarães – “o bom maranhense”
Publicado em: 30 de agosto de 2017 - 09:11

Jacob Barata mandou flores para Gilmar Mendes e sua mulher, diz Lava-Jato

A força-tarefa da Lava Jato no Rio e procuradores da República da 2ª Região, que atuam no caso em 2ª instância, encaminharam ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, um ofício para sustentar a proximidade entre o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e o empresário Jacob Barata Filho. Após análise de e-mails de Barata Filho, foi encontrada uma mensagem com a confirmação de um pedido de entrega de flores ao casal Guiomar e Gilmar no mesmo endereço que aparece no aparelho celular do empresário como sendo da esposa do ministro. O pedido de envio das flores foi feito em 23 de novembro de 2015, no valor de R$ 200,10.

Além das flores, os procuradores alegam, para justificar o pedido de impedimento, que Gilmar foi padrinho de casamento da filha de Barata Filho. Maria Beatriz Barata casou em julho de 2013, com Francisco Feitosa Filho, que é sobrinho de Gilmar.

A pedido dos procuradores, em 21 de agosto o procurador-geral solicitou à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, o impedimento de Gilmar para analisar processos relacionados aos empresários Jacob Barata Filho e Lélis Marcos Teixeira. A medida foi adotada após Gilmar conceder habeas corpus para Barata Filho e Teixeira, há duas semanas. Os empresários foram presos por conta da Operação Ponto Final, que investiga o pagamento de propinas por parte dos empresários de ônibus a políticos, entre eles o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) em troca de vantagens.

O ministro, no entanto, não se declarou impedido, e afirma que a solicitação foi um “ataque pessoal” do procurador-geral. Por meio de sua assessoria, Gilmar Mendes sustenta que os requisitos para o impedimento e suspeição não são preenchidos no caso.

Gilmar Mendes, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral, só deve se manifestar após o dia 7 de setembro no processo em que a PGR pede seu impedimento. O ministro está em viagem e, segundo sua assessoria, a resposta de Gilmar só será entregue quando ele retornar a Brasília. O ministro está em Bucareste, capital da Romênia, para participar de conferência internacional sobre tecnologia e transparência em eleições.

As alegações de Gilmar devem seguir a linha do documento apresentado em outro pedido de impedimento, feito em maio pela PGR, sobre processos do empresário Eike Batista. No caso de Eike, Gilmar afirmou que não estava impedido de atuar no processo, apesar de sua mulher, Guiomar Mendes, trabalhar no escritório do advogado Sérgio Bermudes, que presta serviços ao empresário. Este pedido ainda não foi julgado pelo STF.

Na segunda-feira, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, enviou ao gabinete de Mendes o novo pedido de impedimento feito a partir de decisões do ministro a favor dos empresários Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira. Segundo pessoas próximas da presidente, ela estaria disposta a encaminhar o caso para julgamento do plenário da Corte.

Ontem, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, recusou-se a comentar a possibilidade de Cármen Lúcia levar para julgamento em plenário o pedido de impedimento contra Gilmar.

— Não falo sobre isso, não. Em relação a esse rapaz, não falo — disse Marco Aurélio.

O ministro Alexandre de Moraes, por sua vez, minimizou eventual julgamento do tema em plenário. Disse que é o procedimento normal. O ministro também lembrou que existem, inclusive, ações de impedimento contra ele mesmo, mas que ainda não foram julgadas.

— Esse é o procedimento normal para todos os casos. Ela ouve (o ministro) e depois decide. Até agora, está o procedimento normal — disse Moraes.

Fonte: https://extra.globo.com

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Rádio

Enquete

Você é a favor ou contra a proposta de Reforma da Previdência?

  • A Favor (50%, 5 Votos)
  • Contra (50%, 5 Votos)

Total de votantes: 10

Carregando ... Carregando ...

Facebook