Governo vai incentivar produção de ostras e sururu em Paço do Lumiar

Depois do sucesso do projeto de ostreicultura implantado em Humberto de Campos, é a vez de Paço do Lumiar receber o incentivo do Governo do Estado no cultivo de ostras. O Projeto Integrado de Cultivo de Mariscos de Paço do Lumiar, implantado em 2009, será revitalizado, por intermédio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima).
A iniciativa tem como principais beneficiadas as 44 marisqueiras da comunidade de Timbuba, que geram renda através da comercialização de mariscos e produção de artesanato.

Com a inclusão do projeto nas ações da cadeia produtiva de aquicultura do Programa Mais Produção, será possível não só revitalizar, como ampliar o que está sendo feito, com a reforma da Casa Palafítica de Ostra, aquisição de equipamentos e ampliação da área de cultivo. Além das ostras, o sururu também será incentivado, com a técnica de long line(linha longa), onde uma corda sustenta o cultivo, a mesma aplicada no projeto que está em andamento no município de Bequimão.

Resultado de imagem para MARCIO HONAISER
O secretário de Agricultura do Governo do Estado, Márcio Honaiser:incentivo à produção de ostras e sururu em Paço do Lumiar.
De acordo com o presidente da Associação de Pescadores e Marisqueiros de Pau Deitado, Josué Pereira, o apoio do governo estadual será fundamental para que o projeto se torne uma referência em produção e no turismo gastronômico. “É importante o incentivo do Governo do Estado para que a gente amplie o projeto, até porque isso aqui é uma beleza natural, que já foi até tema de pesquisas. A nossa ideia é crescer, ter um restaurante, atrair movimento, turistas, para divulgar mais esse atrativo do Maranhão”, explicou.
O objetivo da Sagrima é iniciar os trabalhos ainda este ano e ter como resultado uma produção em escala comercial, como observa o secretário Márcio Honaiser. “Esse projeto será um importante incremento à renda das marisqueiras e dos pescadores da região, dando a eles inclusive a possibilidade de inserção num mercado formal, seja fornecendo para comercialização ou atraindo consumidores locais e turistas para o local”, disse.
Atualmente, na cadeia de aquicultura do Programa Mais Produção, estão incluídos o projeto Cultivo de Ostras em Mesas Fixas, em Humberto de Campos, que será ampliado para os municípios de Icatu e Primeira Cruz e o projeto de cultivo de sururu em Bequimão, além da assistência técnica e gerencial a 175 propriedades em 19 municípios e a implantação de tanques redes para piscicultura, com mais de 180 unidades já instaladas.
Fonte: http://www.agenciadenoticiasbaluarte.com.br
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com