Delegado Renilton de Barra do Corda acredita que Júnior do Nenzim foi quem disparou o tiro que matou o pai, Nenzim

O delegado Regional de Barra do Corda, Renilton Ferreira, está concluindo relatório sobre o assassinato do ex-prefeito Nenzim. Ontem (15), em São luís, ele voltou a interrogar o principal acusado de envolvimento no crime, Manuel Mariano Júnior, o “Júnior do Nenzim”, filho da vítima. Em conversas paralelas, o delegado revela que não tem dúvidas que foi Júnior do Nenzim que disparou a arma que matou o próprio pai.

Delegado Renilton Ferreira: “Em atendimento a solicitações dos meios de comunicações locais, a Polícia Civil comunica que na data de hoje, 15/12/17, foi colhido interrogatório do Sr. Manoel Mariano de Sousa Filho (Júnior do Nenzim), interrogatório esse que durou cerca de 5h30m, com 10 (dez) laudas, onde Júnior confirmou todo o teor das declarações prestadas em Barra do Corda, no dia 07/12, sendo ainda lhe feito várias outras perguntas, das quais, em regra, o interrogado se valeu o direito ao silêncio.”O depoimento do acusado durou mais de 5 horas.

Ainda ontem à noite, o delegado regional de Barra do Corda divulgou para a imprensa local, um resumo do teor do interrogatório. Confira o relato do Policial Civil.
“Algumas perícias já começaram a ficar prontas e os resultados delas tem ajudado a confirmar as linhas de investigações até o presente momento, razão pela qual, esperamos concluir o caso nos próximos dias, não havendo dúvidas, por parte da polícia, da autoria do crime por parte do investigado.”“As perguntas foram no sentido de tentar esclarecer fatos contraditórios entre as alegações de Júnior, no primeiro depoimento e as provas colhidas durante as investigações (tanto testemunhais, como materiais); mas o interrogado se valeu do seu direito constitucional ao silêncio nas perguntas principais, referente a essas contradições e não quis esclarecer sua versão sobre a maior parte do que lhe foi perguntado.”

Três pessoas diretamente envolvidas no assassinato do ex-prefeito Nenzim, permanecem presas; além do filho Júnior, também foram presos Francisco David Correia de Freitas, por ocultação de provas, pois foi ele que levou a camionete usada no crime para o Lava Jato e ainda solicitou que fosse feita a lavagem completa, inclusive, com a retirada dos bancos. E também Luzivan Rodrigues da Conceição Nunes, o Luizão, este por sua vez, é o vaqueiro que comandava a Fazenda do povoado Narú e responsável pela venda dos gados desviados. A polícia não descarta outros envolvidos no caso.

As Informações são do Blog carlinhosfilho.com.br/

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com