Como é o dia a dia de uma piloto mulher no Rally dos Sertões?

A edição 2015 do Rally dos Sertões começou com 115 pilotos, sendo que dois desses são mulheres. Moara Sacilotti compete com as motos na equipe Sacilotti Rally e Helena Soares é a única piloto na categoria carros. Além delas, duas mulheres são navegadoras: Claudia Grandi e Minae Miyauti.

O dia a dia no rally não é tão simples para as mulheres. Elas têm que conviver com as mesmas coisas que os homens, poucas horas de sono, comidas improvisadas e muita sujeira. Mas, além disso, fazer parte dessa minoria do off road traz algumas dificuldades.

Helena e Moara são as pilotos do Rally esse ano. Foto: arquivo pessoal e Gustavo Epifânio/ Webventure
Helena e Moara são as pilotos do Rally esse ano. Foto: arquivo pessoal e Gustavo Epifânio/ Webventure

“Eu costumo dizer que a parte mais difícil do rally é o banho”, brinca Moara. “O banho demora, tem que passar um monte de coisas, pentear o cabelo, passar creme e essas coisas são muito chatas. Às vezes eu acho que perco muito tempo e poderia estar cuidando da minha moto.”

Terminar a especial suja e continuar andando pelo parque de apoio direto da prova também incomoda. “Eu não gosto de sair da moto e ficar parecendo um ‘troglodita’, eu sou pequenininha, magrinha, loirinha, então eu quero estar apresentável quando eu tiro o equipamento”, comenta a piloto.

Depois disso, a rotina é a mesma dos companheiros de competição. “O resto do dia é para cuidar da moto, conversar bastante com os mecânicos, testar algumas coisas e fazer fisioterapia, que os meninos também fazem”, conta.

Helena não dispensa seu kit de sobrevivência feminino. Foto: Isabela Rios/ Webventure
Helena não dispensa seu kit de sobrevivência feminino. Foto: Isabela Rios/ Webventure

Existe outra grande dificuldade para as mulheres que participam do rally: as vontades emergenciais de ir ao banheiro. “Os homens têm a facilidade de ontem estiverem poderem fazer xixi e a gente não. Principalmente na hora da largada, sempre dá vontade, não tem aonde ir e eles estão todos ali”, conta a piloto Helena Soares.

Para evitar imprevistos, Helena prepara uma bolsa para deixar dentro da caminhonete e mais uma em cada carro de apoio com protetor solar, sabonete, produtos de higiene pessoal e uma muda de roupa. “Já aconteceu de meu carro quebrar e eu ficar dois dias presa em Barra do Corda (MA) sem ter meus produtos comigo.”

Elas representam muito bem o que é ser uma mulher forte, guerreira, que vai atrás do que quer e, nesse caso, vão bem rápido. “Na verdade esse é o mundo dos homens, é um esporte muito bruto, nós que somos intrusas, mas eu não largo de jeito nenhum”, finaliza Moara.

Fonte: webventure.com.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com