Bolsonaro vai convidar partidos a integrar base aliada do governo, diz Onyx

BRASÍLIA –  O presidente da República, Jair Bolsonaro , vai iniciar uma série de convites para os partidos participarem oficialmente da base aliada na série de reuniões que fará com presidentes das legendas a partir desta quinta-feira. Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni , a intenção é formar a base para a votação da Reforma da Previdência no plenário da Câmara.

— Para que nós tenhamos uma base constituída, precisamos dialogar. Convidar e abrir a porta: é o que a gente está fazendo. Abrindo a porta para a construção dessa base que vai se expressar na votação da Nova Previdência — disse o ministro.

Lorenzoni diz que o tom da conversa do presidente será o de pedir apoio das legendas ao projeto da reforma.

— Vai ser o tom de convidá-los, a instituição partidária, para que participe desse esforço de construção de entendimento na busca de poder ter a Nova Previdência aprovada, que o Brasil encontre o equilíbrio fiscal, porque esse é o passaporte para o portal da prosperidade — afirmou o responsável pela Casa Civil, estimando que a votação aconteça em junho.

Questionado se o governo teria demorado a buscar os partidos para formar a base, Onyx respondeu serem necessários “tempo”, “paciência” e “diálogo” para essa construção e afirmou que o governo realiza uma maratona com duração de quatro anos.

Nesta quinta-feira, serão recebidos os presidentes do PRB, Marcos Pereira; do PSD, Gilberto Kassab; do PSDB, Geraldo Alckmin; do DEM, ACM Neto; do PP, Ciro Nogueira e do MDB, Romero Jucá. Outros presidentes de partidos serão recebidos na próxima semana. Onyx citou que as conversas ocorrerão com PSL, SD, PR e Podemos.

O ministro descartou a possibilidade de um encontro entre Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), nesta semana. Os dois trocaram farpas nas últimas semanas. Onyx diz que conversa diariamente com Maia e disse que isso ainda será combinado. Nem o presidente nem o ministro devem participar de fórum em Campos do Jordão (SP) do grupo LIDE, organização fundada pelo governador de São Paulo João Doria e hoje administrado por sua família.

Onyx disse que nas conversas com os presidentes de partidos serão analisados os próximos passos da articulação política, como eventuais convites para reuniões com líderes das legendas no Congresso.

Onyx participou de uma reunião da Executiva do DEM para a filiação do prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

O presidente do DEM, ACM Neto, reafirmou que não pretende tratar de cargos com o presidente Bolsonaro. Ele disse que pretende discutir a articulação do governo para a aprovação da reforma da Previdência. ACM Neto defendeu uma reaproximação de Maia e Bolsonaro após “ruídos”, mas negou ter qualquer papel público para intermediar um encontro entre os dois.

Fonte: Eduardo Bresciani do oglobo.globo.com

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com