Antes de decisão, ministros tucanos avisaram que ficariam no governo Temer

Além das eleições de 2018 e da articulação para ajudar Aécio Neves no Conselho de Ética – fatores principais da decisão do PSDB de ficar no governo – tucanos afirmaram ao blog que também foi levado em conta na avaliação do partido o aviso de ministros tucanos de que não deixariam o governo Temer.

O PSDB tem quatro ministros no governo: Aloysio Nunes (Itamaraty), Bruno Araujo (Cidades), Luislinda Valois (Direitos Humanos) e Antonio Imbassahy (Articulação Política).

Para a cúpula tucana, a permanência dos tucanos no governo “fortaleceria a imagem de ambiguidade”.

Também foi avaliado pelas lideranças tucanas o fato de que o DEM, parceiro tradicional do PSDB, não acompanharia o partido na debandada, o que já poderia sinalizar negativamente em relação a uma parceria para eleição de 2018 – o grande objetivo tucano.

Para justificar a permanência ao lado de Temer, tucanos afirmaram ontem também que o espaço da oposição no governo Temer já tem dono- e não seria dividido com o PSDB, o que fragilizaria o partido na arena política.

Fonte: Blog do Andréia Sadi

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com