Petrobras confirma que vai divulgar balanço atrasado na próxima quarta

A Petrobras confirmou na noite desta quinta-feira (16) que vai divulgar no próximo dia 22 de abril, quarta-feira, o balanço auditado com os resultados contábeis referentes ao ano fechado de 2014 e ao terceiro trimestre do ano passado (revisado).

O demonstrativo será divulgado no mesmo dia da reunião do Conselho de Administração da estatal.

Em comunicado, a petroleira esclareceu que “considerações sobre os resultados de 2014 estão sendo inferidas a partir de documentos já divulgados, ou seja, tornados públicos pela própria Petrobras, assim como por estimativas de terceiros que utilizam metodologias e princípios contábeis de domínio público”.

A Petrobras afirmou, ainda, que não “são legítimas outras estimativas que não sejam aquelas divulgadas pela própria companhia através de comunicados e fatos relevantes ao mercado”.

Balanços atrasados
A publicação dos dois resultados está atrasada, devido às investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, sobre o esquema de corrupção envolvendo a empresa estatal. A Petrobras contratou a auditoria independente PricewaterhouseCoopers (PWC) para assinar seu balanço, mas ela havia se negado a prestar o serviço devido ao escândalo de corrupção.

Pelo contrato de dívida com credores, o balanço anual auditado da empresa deve ser entregue até o final de abril. Após essa data, a Petrobras teria de 30 dias a 60 dias para cumprir essa obrigação.

“A companhia espera divulgar essas demonstrações contábeis ao mercado, após a decisão do Conselho de Administração”, afirmou a petroleira em comunicado ao mercado.

Balanço não auditado
No dia 28 de janeiro, a Petrobras divulgou o balanço não auditado do 3º trimestre da companhia, após dois adiamentos. Mas o documento deixou de fora as perdas esperadas pelas denúncias de corrupção na estatal investigadas na Lava Jato, conforme era aguardado pelo mercado.

De acordo com o balanço, que não teve o aval da auditoria independente PwC, a petroleira teve lucro líquido de R$ 3,087 bilhões no terceiro trimestre do ano passado. O valor representa uma queda de 38% em relação ao trimestre anterior em 2014, “refletindo o menor lucro operacional”, segundo a Petrobras.

Já em relação ao terceiro trimestre de 2013, quando o lucro havia sido de R$ 3,395 bilhões, o recuo foi de 9,9%. No acumulado de janeiro a setembro, o lucro foi de R$ 13,439 bilhões, uma queda de 22% frente ao mesmo período do ano passado.

Perdas por corrupção
A empresa afirmou ao mercado que a metodologia que apontou perdas no valor de R$ 88,6 bilhões com corrupção “não se mostrou adequada à mensuração dos potenciais pagamentos indevidos”. Segundo a Petrobras, por este cálculo o ajuste seria composto de diversas parcelas de naturezas diferentes, impossível de serem quantificadas individualmente.

A ausência dos dados sobre as perdas com corrupção, segundo a estatal, acontece porque houve “impraticabilidade” de quantificar esses dados de forma correta. A Petrobras diz ainda que está avaliando metodologias da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Securities and Exchange Comission (SEC, equivalente à CVM nos EUA), para adequar as contas.

Fonte: G1, em São Paulo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Barra Do Corda portal de notícias, tudo sobre a nossa cidade com:

Rapidez, Verácidade e Ética.

Não se esqueça de se inscrever para receber nossas notícias. Digite seu e-mail e saiba tudo sobre Barra do Corda a nossa cidade.

Informações

Chat
Enviar via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com